As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tiro brasileiro faz finais na Copa do Mundo e na Universíade

Demétrio Vecchioli

24 de julho de 2013 | 11h04

Jaison Santin em prova da Universíade

Jaison Santin em prova da Universíade

Aproveitando as informações do excelente blog Primeiros Tiros, um dos melhores especializados em uma única modalidade olímpica, vale a pena atualizar aqui os últimos resultados do tiro esportivo brasileiro, principalmente por conta do bom desempenho na Universíade e também na Copa do Mundo de Granada, na Espanha.

Primeiro o evento espanhol, que serviu como única etapa da Copa do Mundo em que foram realizadas provas tanto de rifle e pistola quanto de tiro ao prato. E mais uma vez o destaque brasileiro foi Cássio Rippel, que ficou no quinto lugar na carabina deitado, repetindo o desempenho que teve na etapa de Fort Benning (EUA). Em Munique, foi o 13º. Não à toa o paranaense de 35 anos já era o 16º do ranking mundial antes de competir em Granada. A lista deve ser atualizada no começo de agosto.

Leia também: Brasil faz duas finais em Copa do Mundo de Tiro Esportivo

E mais! Brasileiro é eliminado na primeira etapa da Copa do Mundo de Tiro Esportivo

Outro bom resultado veio com Jaison Santin, que ficou na 11ª colocação na fossa double, garantindo, segundo o Primeiros Tiros, o melhor resultado de um brasileiro nessa prova. Ele acertou 138 pratos, ficando a três de fazer final em Granada.

Na Universíade, obviamente, o nível técnico foi mais baixo. Mas os bons resultados dos brasileiros não podem passar desapercebidos. Bruno Heck fez duas finais: foi oitavo na carabina deitado e sexto na carabina três posições. Guilherme Maurina foi o oitavo na fossa olímpica.

TODOS OS RESULTADOS estão abaixo!

[nome do atleta – posição em Granada dentro da sua série (número de séries) na prova (número de pontos na fase de classificação)

Bruno Heck – 41º (2) na carabina de ar 3 posições (1155)  /  sexto na carabina 3 posições em Kazan (1161) / 62º na carabina de ar 10m (611.5) / 13º na carabina de ar 10m em Kazan (620) / oitavo na carabina deitado (618.8)

Cássio Rippel – 21º (2) na carabina de ar 3 posições (1146) / quinto na carabina deitado (626.0, em sétimo)

Rocco Rosito – 37º (2) na carabina de ar 3 posições (1132) / 69º na carabina de ar (608.7)

Leonardo Moreira – 34º (3) na carabina deitado (607.9)

Stênio Yamamoto – 35º na pistola 50m (548) / 16º na carabina de ar 10m (577)

Julio Almeida – 48º na pistola 50m (540) / 28º na pistola de tiro rápido (570) / 24º na carabina de ar 10m (575)

Felipe Wu – 55º na pistola 50m (534) / 17º na pistola 50m em Kazan (536) / 25º na pistola de ar 10m (575) / 15º na pistola de ar em Kazan (569)

Emerson Duarte – 18º na pistola de tiro rápido (576)

Rodrigo Bastos – 32º na fossa olímpica (120)

Eduardo Correia – 49º na fossa olímpica (119)

Guilherme Maurina – 68º na fossa olímpica (116) / oitavo na fossa olímpica em Kazan (115)

Jaison Santin – 11º na fossa double (138)

Felipe Fuzaro – 29º na fossa double (133)

Roberto Deschamps – 47º na fossa double (123)

Thais Moura – 61º na pistola de ar 10m (367) / 41ª na pistola de ar em Kazan (369)

Ludmila Melo – 36º na fossa olímpica (66)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: