As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Yane é única brasileira na final do Mundial de Pentatlo Moderno

Demétrio Vecchioli

22 de agosto de 2013 | 12h45

Yane2

Texto meu para a AE

Nem a passagem de um tufão por Taiwan impediu a classificação da brasileira Yane Marques para a final do Mundial de Pentatlo Moderno, que está sendo realizado no país asiático. Por conta das condições climáticas, a fase eliminatória, que deveria acontecer na quarta, foi dividida ao meio, ficando a última etapa (corrida e tiro) para esta quinta. Medalhista de bronze nos Jogos de Londres, Yane avançou com a sétima melhor marca de sua bateria e sexta vai encarar outras 35 rivais por um pódio inédito.

Participaram das eliminatórias 149 competidoras de 29 países e, dentre as três brasileiras, Yane foi a única que avançou, com 3.956 pontos. Priscila Oliveira melhorou seu desempenho em relação ao último Mundial ao ficar em 24º no grupo A e em 43º na classificação geral. No ano passado, a pernambucana foi a 53ª. Já a estreante Simone Lima, militar de carreira e campeã mundial de pentatlo naval, terminou em 31º no grupo B.

Como na quarta as competidoras já haviam passado pela esgrima e pela natação, nesta quinta elas realizaram apenas o combinado (o hipismo só é disputado na final). Na prova de corrida e tiro, Yane teve o seu melhor desempenho, com o 13º tempo do grupo A.

No masculino, nenhum brasileiro conseguiu avançar à final. Mas o País conseguiu melhorar seus resultados com relação aos últimos Mundiais. O destaque do Brasil foi Danilo Fagundes, que terminou em 16º na sua bateria, com 4.272 pontos

“Com uma viagem bem cansativa, chegamos dois dias antes da prova, o suficiente para descansar. Porém, o tufão obrigou a adiantarem o evento masculino e tive um mal estar durante toda a prova. Fiz a esgrima abaixo da minha melhor condição, pois estava fraco. Hoje (quinta), fui um pouco melhor, podendo nadar e correr bem”, conta Danilo, que ficou em 46º na classificação geral, melhorando o 74º lugar do ano passado.

Com o 20º lugar conquistado no grupo B e os 4.204 pontos somados, o pernambucano Felipe Nascimento acabou em 55º, muito melhor que a 100ª posição de 2011. William Muinhos também teve boa evolução, com o 57º lugar, contra a 91º posição de dois anos atrás.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: