As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bom momento para testar Gabriel Jesus no time do Palmeiras

Daniel Batista

25 de fevereiro de 2015 | 15h42

Concordo com o técnico Oswaldo de Oliveira e com tantos outros treinadores, de que precisa ter paciência e saber a hora certa de lançar um garoto no time principal. A chance de queimar um jovem talento é grande, mas existe um exagero na preservação de Gabriel Jesus. Uma das funções do capenga Campeonato Paulista é fazer testes, sejam eles táticos, físicos e técnicos e isso passa por colocar o garoto para jogar.

Sem querer desmerecer tais clubes, mas se Gabriel não puder jogar contra Capivariano e Bragantino, por exemplo, ele vai ter bagagem e personalidade para encarar um Inter no Beira-Rio ou um Cruzeiro em um Mineirão lotado? Tenho minhas dúvidas.

O menino tem se destacado em quase todos os treinos e os companheiros de time parecem ter o acolhido. Cristaldo, seu concorrente, é um dos que mais elogiam o menino publicamente e no dia a dia o ajuda, dando dicas para saber aproveitar muito bem quando a oportunidade chegar.

Existe uma boa vantagem em colocar o garoto de 17 anos agora. Se ele brilhar, será mais uma excelente opção no concorrido ataque alviverde. Caso não consiga fazer o que todo mundo espera, pelo menos Oswaldo de Oliveira terá outras opções para escalar e poderá deixar o garoto recuperar a autoestima e se preparar para uma nova oportunidade no futuro.

Tudo o que sabemos sobre:

Gabriel JesusOswaldo de OliveiraPalmeiras

Tendências: