As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na mão do especialista

Fernando Faro

06 de fevereiro de 2015 | 18h13

Muricy Ramalho terá em mãos o melhor elenco do Brasil em 2015. Após primoroso trabalho de Gustavo Vieira de Oliveira e Ataíde Gil Guerreiro, o treinador poderá se lambuzar com a fartura de opções oferecidas e poderá trabalhar tranquilamente no Campeonato Paulista e na Libertadores.

Além do Palmeiras – por razões óbvias -, o São Paulo pode ser considerado o grande vencedor do mercado de transferêcias. A equipe perdeu apenas Kaká e Alvaro Pereira entre os titulares do ano passado e ainda trouxe nove (contanto Wesley, que chega no fim do mês) jogadores de qualidade. Alguns, como Thiago Mendes, mostraram precocemente que terão utilidade.

Muricy chiou por muito tempo que o elenco era pequeno, mas agora terá o desempenho acompanhado por Ataíde e, especialmente, Carlos Miguel Aidar, que já cobrou um título em 2015 e disse que o técnico “deve” essa para o clube.

Apesar da completa falta de timing do presidente, passar mais um ano em branco é inadmissível para uma equipe que agora dispõe de tantas opções. E Ataíde tem razão ao dizer que possivelmente o maior desafio do treinador será administrar aqueles que não irão jogar, fato que Muricy garante ser fácil de contornar.

Os dois primeiros jogos da temporada indicam que o time conservou a estrutura básica de 2014. Com alguns ajustes e peças de reposição à altura, precisa ser protagonista.

A Libertadores pode ser o termômetro do ano. Uma campanha convincente cacifa Muricy a brigar pelo hepta brasileiro; por outro lado, um eventual fiasco nas fases iniciais não necessariamente fará o São Paulo perder o posto de favorito no nacional. O time poderá até ganhar seu sétimo título, mas muito provavelmente com outro técnico.

Tudo o que sabemos sobre:

são paulo fc

Tendências: