As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Caso Neymar: Dorival Júnior perdeu outra

Luiz Prosperi

18 de setembro de 2010 | 15h02

A situação de Dorival Júnior no Santos não é nada confortável. Ele queria uma punição severa para Neymar e não foi atendido. Luis Álvaro Ribeiro, presidente do clube, resolveu afastar o garoto apenas do jogo desse domingo contra o Guarani e reavaliar o caso na segunda-feira. Dorival pediu pelo menos 15 dias de gancho para Neymar. Mas o presidente, com medo de perder o clássico para o Corinthians, na próxima quarta-feira, na Vila, suspendeu o garoto por apenas três dias. Neymar, para frustração de Dorival, já está escalado para o clássico diante do Corinthians.

Aliás, Luís Álvaro demorou um eternidade para tomar uma providência. E só resolveu agir depois de Dorival bater na mesa na sexta-feira. A indisciplina do menino se deu na quarta-feira durante o jogo contra o Atlético-GO. Dorival esperou dois dias por uma decisão do presidente. E no sábado na hora do almoço, enfim, Luís Álvaro anunciou a sua decisão. Disse que foi em comum acordo com Dorival Júnior. A conferir.

O treinador está na berlinda. E pode cair mais cedo do que imagina. Neymar, por mais que o presidente do Santos queira, não vai amadurecer antes da hora. Na sua cabeça de moleque ele se vê um mito. E não foi por sua culpa. Quem disse que ele seria um mito foi o presidente do Santos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.