As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Furacão Luxemburgo leva São Paulo a anunciar Osório

Tricolor fecha com treinador colombiano antes de a preferência por Luxa se alastrar pelo Morumbi

Luiz Prosperi

26 de maio de 2015 | 19h03

Vanderlei Luxemburgo provocou um furacão no futebol paulista após sua demissão no Flamengo. De uma só vez, mexeu nos bastidores de São Paulo, Palmeiras e Santos. Apenas o Corinthians não foi atingido pelo temporal.

Não por acaso o São Paulo correu para fechar com o colombiano Juan Carlos Osório. Carlos Miguel Aidar agiu rápido com medo de a preferência por Luxemburgo se alastrar pelo Morumbi.

Aidar ficou impressionado com o currículo acadêmico de Osório que tem três diplomas. A conferir:
1) Treinador  pela  Associação Inglesa de Futebol.
2)  Gestão técnica pela Associação Holandesa de Futebol.
3) Pós-graduação em ciência do futebol pela Universidade de Liverpool.

Fora a referência acadêmica, o treinador tem no seu currículo cinco anos como assistente técnico no Manchester City, de 2001 e 2006, e passagens por clubes inexpressivos no medíocre futebol dos Estados Unidos. Na Colômbia, dirigiu o Once Caldas antes de assumir o Atlético Nacional de Medellín.

O presidente do São Paulo se agarrou a essa história para trazer Osório ao futebol brasileiro. Daqui para frente, será obrigado a ter uma paciência enorme com o técnico colombiano que, por mais catedrático que seja, vai precisar de no mínimo uns seis meses ou mais para se adaptar ao futebol do Brasil. Não há milagre nessa história.

A dúvida: se o São Paulo engatar uma sequência de cinco a seis derrotas consecutivas no Brasileirão, Aidar vai bancar Osório. A conferir.

Voltando a Luxemburgo, a sua preferência é mesmo o futebol paulista. Fora dos clubes de São Paulo desde 2009, quando passou por Palmeiras e Santos, o treinador tem defensores nos times e muita aceitação nas torcidas paulistas.

Seu desejo era assumir o São Paulo. Ele disse a esse blogueiro que tinha tudo para fazer o Tricolor voar. Com as portas fechadas por Miguel Aidar, Vanderlei deve aguardar a queda de Oswaldo de Oliveira no Palmeiras, que soltou fogo pelas ventas nesta terça-feira se dizendo tranquilo e sem medo da pressão e da sombra de Luxemburgo.

Outra alternativa ao ex-técnico do Flamengo é ocupar o lugar de  Marcelo Fernandes no comando do  Santos. Marcelo Teixeira, ex-presidente santista e mentor do atual presidente Modesto Roma Júnior, é fã de carteirinha de Luxemburgo. O técnico é bem aceito por Robinho, Elano, Ricardo Oliveira e Renato, pilares do time e líderes do grupo.

Voltando ou não futebol paulista, Luxemburgo precisa urgente retomar a trilha de um campeão. Há dez anos ele não tem sido feliz nessa empreitada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.