As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Futebol brasileiro em baixa

Luiz Prosperi

08 de julho de 2013 | 20h07

Seis treinadores demitidos nas primeiras seis rodadas do Campeonato Brasileiro. Gente de nome. Falamos de Vanderlei Luxemburgo, Muricy Ramalho, Ney Franco, Jorginho, entre outros – bom lembrar que ano passado Luiz Felipe Scolari também caiu no Palmeiras, demitido por Arnaldo Tirone. A dança dos treinadores nesta temporada deve incluir ainda a saída de Paulo Autuori do Vasco.

Neymar, Paulinho e Fernando, campeões com a seleção brasileira na Copa das Confederações, também já bateram asas rumo aos campos da Europa. Outros jogadores, nem tão famosos, trocaram o Brasil pelo futebol internacional – Rafael e Felipe Anderson (Santos), Wellington Nen (Fluminense)….

Os gramados da maioria dos estádios inaugurados há menos de dois meses estão arregaçados. O improviso tem sido comum nessas arenas após a retirada da Fifa e a volta do Brasileirão.

Boa parte dos dirigentes dos grandes clubes rasga os planejamentos, se é que eles têm algum, e não pensam duas vezes para demitir treinadores, mesmo ao custo de multas rescisórias milionárias.

Dizem que o futebol brasileiro evoluiu e poderia dar um grande salto de qualidade com a Copa do Mundo de 2014. Do ponto de vista técnico, pode ser. Da estrutura carcomida, é quase impossível.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: