As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Globo vende cotas do futebol e clubes continuam reféns

Os clubes, endividados até o pescoço, haviam adiantado as cotas de 2015 para a temporada 2014. Portanto, continuam dependentes da rede de televisão.

Luiz Prosperi

16 Setembro 2014 | 21h24

A TV Globo vendeu as suas cotas de publicidade para o pacote Futebol 2015 por  R$ 1,3 bilhão. As empresas que compraram a seis cotas terão direito a inserir seus anúncios no jogos da seleção brasileira, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Estaduais e programas esportivos e jornalísticos da emissora.

Desse R$ 1,3 bilhão, a Globo tira parte do dinheiro que repassa aos clubes e CBF pelos direitos de transmissão. Os clubes, endividados até o pescoço, haviam adiantado as cotas de 2015 para a temporada 2014. Portanto, continuam dependentes da rede de televisão.

Não por acaso, esses clubes concordam com quase tudo que a emissora propõe para dar qualidade aos jogos. Por isso assinaram o protocolo de procedimentos, instruído pela CBF, que contempla desde entrada dos dois times juntos no campo, diminuição do número de mascotes (aquelas crianças que se penduram nos jogadores) no acesso dos times ao gramado, a execução obrigatória do hino nacional e até a redução do número de representantes da imprensa atrás dos gols.

Essas medidas contemplam uma “limpeza” no gramado em benefício do telespectador que está do outro lado da telinha. O modelo é o padrão da Copa do Mundo e de alguns campeonatos europeus. Em nome do bom espetáculo, regras rígidas ditadas pela emissora endossadas pela CBF, em comum acordo com os clubes.

Reivindicação antiga dos clubes e de boa parte dos torcedores, os horários dos jogos transmitidos pela televisão não foram contemplados no “protocolo de procedimentos” da Globo-CBF. As partidas de quarta-feira continuam às 22h.

O jogo bonito e bem jogado, padrão Copa 2014, parece, não entrou na pauta de discussão dos clubes, emissora e CBF.

Perfumamos o campo, mas não ficamos livres dos caneludos, chutões e correria.