As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Kaká, Alex e Ganso no mercado

Luiz Prosperi

28 de agosto de 2012 | 20h35

Três meias de fino trato estão no mercado à espera de uma melhor oferta ou um espaço digno para desfilarem seus talentos. Alex, 35 anos, Kaká, 30, e Ganso, 22, estão perdidos e presos a longos contratos.

Alex, ex-Palmeiras, parece ter chegado ao fim da linha no futebol turco – sua casa desde a temporada 2004/2005. Aykut Kocaman, técnico do Fenerbahçe, afirmou “que não pensa no Alex para o seu time ideal”.

E o presidente do clube da Turquia, Aziz Yildirim, conversou ontem com Alex, mas o teor da conversa não foi divulgado. O contrato do craque termina em junho do ano que vem. Alex tem jogado uma média de 40 partidas por temporada no Fenerbahçe.

Kaká também está na berlinda. José Mourinho, técnico do Real Madrid, diz que o craque brasileiro é jogador de terceiro escalão, bom para jogar… nos Estados Unidos.

Kaká tem contrato com o clube espanhol que só o libera por módicos R$ 63 milhões. Ele tem até esta sexta-feira para definir seu futuro sob pena de ficar encostado no Real Madrid.

Ganso é outro em apuros. Preso ao Santos até 2015, só sai de lá se algum interessado pagar R$ 53 milhões. Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, presidente do clube, age como torcedor e em vez de resolver a vida do jogador entrega o caso aos executivos do clube e agentes do craque. Ganso, desculpe o trocadilho, não bica mais com o Santos.

Enquanto isso, Mano Menezes procura por um camisa 10 de excelência para a Seleção Brasileira.

Bom lembrar que Ronaldinho Gaúcho, queimado pelo presidente da CBF, José Maria Marin, está jogando o fino da bola no Atlético-MG.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.