As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Luxemburgo está nas mãos do São Paulo

Clube paulista não teria problemas para tirar o treinador do Flamengo

Luiz Prosperi

08 de abril de 2015 | 21h07

O São Paulo só não contrata Vanderlei Luxemburgo se não quiser. Tranquilo no Flamengo, o treinador não pretende deixar o clube carioca antes do encerramento do seu contrato – em dezembro deste ano. Porém, e sempre tem um porém no futebol, pode se transferir para o Morumbi desde que São Paulo e Flamengo se entendam.

A multa rescisória do treinador é baixa. É de apenas um salário que o técnico recebe na Gávea. Multa baixa é a condição que os clubes impõem para poder demitir os técnicos na hora que quiserem e sem grandes traumas. Mas, como contrapartida, o treinador pode mudar fácil de clube quando estiver realizando um bom trabalho – caso de Luxemburgo no Flamengo.

Dirigentes do clube carioca tratam o técnico da forma mais profissional possível. Tudo muito frio e calculado, como tem sido a gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello. E até por isso não seria um drama Vanderlei Luxemburgo deixar o time carioca.

No São Paulo ele teria status diferente. Chegaria para dar um chacoalhão nos jogadores e nas estruturas do futebol do Tricolor, como quer o presidente Carlos Miguel Aidar. Aliás, o dirigente disse nesta quarta-feira, pouco antes do jogo contra a Portuguesa, que não há menor resistência ao nome de Luxemburgo no Morumbi. Disse que os que eram contra o treinador não estão mais no clube.

Vanderlei Luxemburgo tem mapeado o time do São Paulo, assim como faz com a maioria dos grandes times do Brasil potenciais adversários do Flamengo. E não descarta voltar ao futebol paulista.

Carlos Miguel Aidar só não contra Luxemburgo se não quiser.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.