As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Messi ilumina Barcelona

Luiz Prosperi

12 de março de 2013 | 19h37

Os que enxergavam uma decadência no Barcelona vão ter de recorrer aos óculos. O time de Messi deu prova, nesta terça-feira, que continua tão encantador como antes. Desafiado a derrotar o Milan por uma diferença de três gols para avançar às quartas de final da Copa dos Campeões, o Barça esfarelou o time italiano com 4 a 0 sem piedade no Camp Nou.

Messi fez o jogo gravitar ao seu redor, tendo Xavi e Iniesta como estrelas-guia. É difícil isolar Messi do universo quando o polegar argentino está iluminado. De cara, fez um golaço com cinco jogadores do Milan ao seu encalço. Viu uma fresta de luz entre as pernas dos marcadores e bateu seco, de chapa de pé. Abiatti nem viu a bola passar, apenas ouviu o som do torpedo.

Mais tarde, antes que a escuridão tomasse conta do jogo com uma suposta reação dos italianos, Messi aproveitou uma brecha e, cirúrgico, fez 2 a 0.

Dali para frente seria questão de tempo para se saber de quanto seria a vitória do Barcelona. Diante da covardia do Milan, preocupado mais em se defender do que agredir, o time espanhol estendeu o véu do seu domínio garantindo logo os 3 a 0, com David Villa nos primeiros instantes do segundo tempo. O quarto gol saiu nos acréscimos com Alba.

A incontestável vitória dá ao Barça o direito de continuar sonhando em tocar o céu na Europa. E um aviso aos seis times brasileiros na Libertadores que pode aparecer novamente no Mundial de Clubes, em dezembro.

Alguns corintianos entusiasmados já clamam: “Que venha o Barcelona!”

Muita calma nessa hora. O Corinthians ainda está na fase de grupos e tem parada dura diante do Tijuana nesta quarta-feira no Pacaembu.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.