Marcelo Oliveira pode passar o Natal fora do Palmeiras
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Marcelo Oliveira pode passar o Natal fora do Palmeiras

Treinador não aproveita folga de dez dias no Brasileirão 2015 e leva time a nova derrota

Luiz Prosperi

14 de outubro de 2015 | 23h54

Marcelo Oliveira conseguiu jogar fora os dez dias de folga no Brasileirão 2015. Tendo como base a exibição do Palmeiras na derrota diante da Ponte Preta nesta quarta-feira fica claro o tamanho da incompetência do treinador. Em nenhum momento o time mostrou alguma evolução comparando, por exemplo, com a péssima exibição na goleada (5 a 1) para a Chapecoense antes da paralisação do campeonato.

Os mesmos problemas se repetiram, como a falta de uma transição bem executada do meio para o ataque. Aliás, não é de hoje que Marcelo não consegue enxergar essa evidência. Os chutões da zaga em direção aos atacantes se repetiram, a tal ligação direta.

A insistência em jogar com dois volantes que não sabem sair jogando (Thiago Santos e Andrei Girotto) com apenas Zé Roberto na criação, assim mesmo com a obrigação de marcar o lateral-direito da Ponte, é um acinte. Chega a ser um desrespeito ao torcedor.

DNT 14-10-2015 SAO PAULO - SP / ESPORTES OE / BRASILEIRAO / PALMEIRAS X INTERNACIONAL - Tecnico palmeirense Marcelo Oliveira durante partida entre Palmeiras e Ponte Preta de Campinas valida pela 30a. rodada do Campeonato Brasileiro Serie A no estadio Allianz Parque ( Arena Palmeiras ) em Sao Paulo - FOTO DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Como um técnico com um elenco numeroso e ainda alguns garotos promissores não consegue montar um meio-campo decente? Se fosse uma deficiência de emergência, seria fácil compreender. Difícil é aceitar a repetição desse erro ou a falta de visão de Marcelo Oliveira.

Não por acaso ouviu forte os gritos de “burro, burro” no Allianz Parque.

A sorte do treinador e, por tabela, dos gestores do futebol do Palmeiras, é que os concorrentes do time na briga por vaga no G-4 foram mal na rodada – todos perderam – e o Santos, quarto colocado com um ponto  mais (46 a 45), visita o Grêmio nesta quinta-feira em Porto Alegre.

Até aí, nada de esfregar as mãos com a desgraça dos outros. Marcelo Oliveira tem ainda um fôlego para arrumar a casa, sob pena de não passar o Natal como técnico do Palmeiras.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.