As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Palmeiras leva vantagem nas semifinais do Paulistão

Corinthians, São Paulo e Santos têm jogos no meio de semana pela Libertadores e Copa do Brasil

Luiz Prosperi

12 de abril de 2015 | 18h59

As semifinais do Campeonato Paulista não têm favoritos. Muito do que pode acontecer no próximo fim de semana vai passar pelos jogos do Corinthians, São Paulo e Santos, entre quarta e quinta-feira, pela Libertadores e Copa do Brasil. Neste caso, o Palmeiras leva ligeira vantagem por não ter compromissos no meio de semana.

Corinthians x Palmeiras – domingo, no Itaquerão

Análise:
Ainda sem ter definida classificação à segunda fase da Libertadores, embora bem encaminhada, o Corinthians vai receber o San Lorenzo na quinta às 22h. Jogo no mínimo desgastante. E ainda não deve ter Guerrero, com diagnóstico de dengue. Se não perder nenhum jogador por lesão nessa partida contra o time argentino, vai chegar forte diante do Palmeiras no domingo. Se  ficar sem peças importantes, pode sentir o baque. Bom lembrar que Emerson Sheik, suspenso, não pega o Alviverde.

O Palmeiras tem a lamentar a contusão de Zé Roberto e a ausência de um bom reserva. Vitor Luiz levou o terceiro amarelo, João Paulo está machucado e Egídio não foi inscrito. E não terá ainda Leandro Pereira e Victor Hugo, suspensos por cartões. Pode compensar com Valdivia e Cleiton Xavier entre os titulares. Com a semana livre, Oswaldo de Oliveira terá tempo de sobra para armar seu time.

Santos x São Paulo – domingo, na Vila Belmiro

Análise:
O Santos depende da recuperação de Robinho e também muito do que vai acontecer no jogo do meio de  semana contra o Londrina pela Copa do Brasil. A exemplo do Corinthians, o time corre risco de perder jogadores de peso, sem falar no desgaste físico. Se chegar com todos os titulares diante do São Paulo, pode fazer valer a vantagem de jogar na Vila. Mas, se não contar com Robinho, vai sofrer muito contra o Tricolor.

O São Paulo é uma incógnita. Tem uma viagem ao Uruguai para enfrentar o Danubio na quarta-feira e ainda a obrigação de vencer a partida para continuar vivo na Libertadores. Prejuízo físico e emocional. Não pode perder jogadores por lesão, em especial no ataque. Setor que tem apenas Pato. Luis Fabiano pode voltar, mas ainda longe da sua plenitude. E, no lado administrativo, o clube ainda corre atrás de um técnico.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.