“Café de pijama”, carregador xingling, 205.000 metros de natação e 1.300 km de corrida…

“Café de pijama”, carregador xingling, 205.000 metros de natação e 1.300 km de corrida…

Ricardo Ribeiro

08 de janeiro de 2016 | 14h38

Opa, beleza?

Jean Azevedo, que está de “castigo” esperando o rali chegar na cidade de Salta, na Argentina, aproveitou o tempo livre e fez algumas contas sobre a preparação física para encarar o Dakar 2016. Foram milhares de metros na água, muitos quilômetros no pedal e várias corridas a pé, inclusive na praia e em serras.

Jean Azevedo, da equipe Honda South America Rally Team. Foto: José Mario Dias/Fotop/Vipcomm

Jean Azevedo, da equipe Honda South America Rally Team. Foto: José Mario Dias/Fotop/Vipcomm

Ele já não está mais na prova pela equipe Honda South America Rally Team porque abandonou na etapa maratona, quando cedeu o radiador para Javier Pizzolito, piloto argentino e colega de equipe.

Jean Azevedo pedala e sobe a serra de Campos do Jordão

Jean Azevedo pedala e sobe a serra de Campos do Jordão

Hoje o Jean acompanha o desempenho dos colegas pelo celular (aliás, ele comprou um carregador xingling para o iPhone! rs). “Estou indo tomar café de pijama!”, brincou o brasileiro, já que todas as roupas dele estão nos carros da equipe de apoio. O rali vai dormir esta noite em Uyuni, na Bolívia.

Aj8LJBj-OUzUrLx81HkIWYfexe-QVHFRaYuoy5Mo6etm

Jean, ao centro, com a mulher, Patrícia, e o preparador físico Carlos Rissato, fazem corrida em trilhas na serra: foco no Dakar

Veja como Jean se preparou para enfrentar o Dakar:

205.000 metros de natação
5.610 quilômetros de ciclismo
1.298 quilômetros de corrida
132 horas de treinamento neuromuscular
47 semanas de treinos super puxados
700 horas em cima da moto

Jean, à direita, participa de corrida na praia ao lado do preparador Rissato

Jean, à direita, participa de corrida na praia ao lado do preparador Rissato

O Jean Azevedo tem uma equipe de “carrascos” (no bom sentido, é claro!) que coloca o cara pra correr, pedalar e nadar todo santo dia. Um deles, inclusive, é parceiro fiel e até acompanha o piloto em provas como o Rally dos Sertões: é o preparador físico Carlos Rissato, da Rissato Assessoria Multiesportiva.