Campeão do Sertões, português Paulo Gonçalves, 40, morre no Rally Dakar

Campeão do Sertões, português Paulo Gonçalves, 40, morre no Rally Dakar

Ricardo Ribeiro

12 de janeiro de 2020 | 10h14

Olá amigos e amigas. Dia triste. O piloto de moto português Paulo Gonçalves, de 40 anos, morreu na manhã deste domingo entre Riyadh e Wadi Al-Dawasir, na sétima etapa do Rally Dakar que está sendo disputado na Arábia Saudita. Ele sofreu uma queda, teve ferimentos graves e uma parada cardíaca.

Experiente e sempre candidato ao título do Rally Dakar, Paulo Gonçalves corria pela equipe Hero, marca de motocicletas que produz 8 milhões de unidades por ano na Índia. Ele deixa dois filhos e esposa. Nos últimos cinco anos ele defendeu as cores da HRC (Honda Racing Corporation), a equipe oficial de fábrica da marca.

A organização do Dakar divulgou nota explicando que recebeu um alerta às 10h08 (horário local, seis horas a mais em relação ao Brasil) e acionou o helicóptero de resgate médico, que chegou às 10h16 onde estava Paulo. Ele estava inconsciente e os socorristas tentaram reanimá-lo, mas sem sucesso. Paulo seguiu de helicóptero para um hospital da região, onde foi declarado morto.

Paulo Gonçalves já correu as principais provas de rali do mundo, inclusive foi campeão mundial de Rally Cross Country em 2013. Neste mesmo ano ele venceu o Rally dos Sertões. O melhor resultado dele no Dakar foi um segundo lugar em 2015, ano que o espanhol Marc Coma faturou a prova.

A morte de Paulo Gonçalves gerou grande comoção no acampamento do Dakar em Wadi, de onde escrevo agora. Por todos os cantos é possível ver pessoas se abraçando e com os olhos cheios de lágrimas. Gonçalves era o tipo de cara que sempre estava com o sorriso no rosto, sempre acessível para uma boa conversa. E como falava inglês, francês e espanhol, acabava criando amizades nos quatro cantos do mundo.

Em Portugal, as emissoras de TV interromperam a programação normal para acordar os portugueses com a triste notícia neste domingo. O presidente do país, Marcelo Rebelo de Souza, emitiu nota lamentando a morte de Paulo Gonçalves. “O presidente Marcelo Rebelo de Souza lamenta a morte do motociclista Paulo Gonçalves na sequência de um acidente no Rally Dakar e apresenta à família enlutada as mais sentidas condolências”.

E continua: “Paulo Gonçalves morreu ao tentar alcançar o sonho de vencer uma das mais duras e perigosas de rali do mundo, na qual foi sempre um digníssimo representante de Portugal”, diz Marcelo Rebelo de Souza.

Por enquanto é isso, pessoal!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: