Dormir é trash

Dormir é trash

Ricardo Ribeiro

07 de janeiro de 2015 | 10h47

Bom dia, amigos!

Hoje a caravana do Dacar deixou Chilecito, na Argentina, rumo a Copiapó, no Chile, famosa cidade onde 33 mineiros foram resgatados de uma mina de ouro e cobre em 2010.

A noite anterior foi de muito trabalho na sala de imprensa devido à notícia da morte de um piloto de moto da Polônia.

Mesmo com luz acesa e calor, alguns colegas de imprensa ainda queriam mais algumas horas de sono. Foto: Ricardo Ribeiro/Vipcomm

Mesmo com luz acesa e calor, alguns colegas de imprensa ainda queriam mais algumas horas de sono. Foto: Ricardo Ribeiro/Vipcomm

E como existia a possibilidade de uma tempestade de madrugada, muitos jornalistas dormiram na tenda de imprensa mesmo.

É aí que começa o drama!

Roncos e mais roncos, mosquitos, calor abafado como uma sauna e, dependendo a nacionalidade do camarada jornalista, um cheiro meio estranho… Pra dizer o mínimo.

Eu instalei meu isolante e dormi só de bermuda. E usei toalha como lençol. Acordamos às 4 da matina pra começar a viagem ao Chile.

Veja aí na foto como estava a tenda de imprensa hoje por volta das 5 horas. Alguns ainda conseguiam dormir, mesmo com a luz acesa e todo aquele barulho.

A noite foi trash!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.