Paulo Nobre já tem outra corrida na agenda: o famoso Rali de Erechim (RS)

Paulo Nobre já tem outra corrida na agenda: o famoso Rali de Erechim (RS)

Ricardo Ribeiro

24 de abril de 2017 | 12h52

Olá amigos!

O post de ontem sobre o acidente do ex-presidente do Palmeiras, o Paulo Nobre, carinhosamente chamado de “Palmeirinha” entre os fãs de rali, deu uma repercussão gigantesca. Os principais portais, agências de notícias e veículos de imprensa reproduziram a informação publicada aqui no Estadão.

Pra quem chegou agora, vou relembrar: Nobre e o navegador Gabriel Morales capotaram a quase 200km/h durante uma etapa do Rally Estação, disputado no final de semana na região norte do Rio Grande do Sul. A pancada foi tão forte que o Mitsubishi Lancer Evo ficou completamente destruído.

Apesar da imagem chocante, os dois nada sofreram. Quer dizer, quase… Quando desceram do carro ouviram provocações do público, aos gritos de “Vai, Corinthians!”. Mas aí é outro caso… (Morales é do Timão).

Rally de Erechim reúne mais de 100.000 pessoas no Rio Grande do Sul. Foto: Divulgação Rally de Erechim/Prime Com

Rally de Erechim reúne mais de 100.000 pessoas no Rio Grande do Sul. Foto: Divulgação Rally de Erechim/Prime Com

Terra

 

UOL ESPN

Paulo Nobre, uma figura carimbada

Palmeirinha sempre foi figurinha carimbada na mídia mesmo antes de ser um dirigente campeão no futebol. No Rally dos Sertões, ou no WRC, sempre era procurado pelos jornalistas porque pintava a barba de verde, usava dentes verdes, cabelos verdes, carro verde. Tudo era verde.

Principalmente em provas do exterior, sempre que subia na rampa de largada, mostrava uma bandeira do Brasil com o escudo do Palmeiras no meio, no lugar das estrelas e do Ordem e Progresso. Nobre é o que nós, jornalistas, chamamos de “personagens”.

Uma vez fui em um churrasco na casa dele e tudo era verde, tinha escudo do Verdão pra todo lado. Uma coisa de doido! Fanático pelo clube. E essa paixão pelo time do coração Nobre levou para as trilhas do rali… As câmeras não tiravam o foco dele.

Imagina agora, depois de comandar uma revolução no Palmeiras e sair na mídia todo santo dia, e TODOS os canais de televisão, em todos os portais… Sim, Palmeirinha se tornou uma celebridade. Então, a fórmula “cara boa praça + carismático + famoso no mundo dos esportes, principalmente futebol + uma pancada daquelas”, vai repercutir, e muito. Se ele atravessar a rua e quebrar a unha do pé, será notícia.

Paulo Nobre foi entrevistado, por telefone, pela TV Gazeta.

Paulo Nobre vai correr o Rally de Erechim

Depois do susto em Estação, Paulo Nobre voltará ao Rio Grande do Sul para disputar mais uma corrida. Desta vez vai largar no Rally de Erechim, no interior gaúcho, de 18 a 21 de maior. A prova é considerada um fenômeno do automobilismo off-road no Brasil e também no exterior, já que vale para para o Campeonato Brasileiro e Sul-Americano de Rali de Velocidade.

(Nesse vídeo abaixo, de março desse ano, em Erechim, ele concedeu uma entrevista sobre a sua provável participação no Rally de Erechim. “Estou enferrujado. Vamos com calma”)

Já estive nos maiores ralis do mundo, em vários continentes, mas nunca estive em Erechim. Sei que o público é fanático, uma loucura! A organização chega a falar em mais de 100.000 pessoas espalhadas ao longo das estradas, para assistirem a passagem dos carros. Vibram, gritam, filmam, tiram fotos… Ficam babando pelas máquinas poderosas.

Erechim fica a 372 quilômetros de Porto Alegre (RS) e a 99 de Chapecó (SC). Reprodução: Google

Erechim fica a 372 quilômetros de Porto Alegre (RS) e a 99 de Chapecó (SC). Reprodução: Google

Além de tantas estrelas divididas em várias categorias, uma delas vai brilhar mais que outras. E com certeza estará no foco de fotógrafos e cinegrafistas!

Estamos na torcida, Rally de Erechim! Boa prova a todos. Quer saber mais sobre a prova? Entra aqui no site oficial do evento.

Até mais!

*  Ricardo Ribeiro, paulista, 45 anos, é jornalista, louco por internet, tecnologia, fotografia e café (vinho também!). Já participou dos maiores ralis do mundo, como o Paris-Moscou-Ulan Bator-Pequim, entre França, Alemanha, Holanda, Finlândia, Rússia, Cazaquistão, Mongólia e China. Também cobriu quatro vezes o até então ‘Paris-Dakar’ no Marrocos, Mauritânia, Líbia, Egito, Tunísia, Mali, Burkina Faso e Senegal, na África. Já trabalhou na divulgação de mais de 10 edições do Rally dos Sertões, Enduro da Independência e Rally Cerapió/Piocerá, no Brasil. O conteúdo produzido por Ricardo Ribeiro foi amplamente divulgado pelos jornais O Estado S.Paulo e Jornal da Tarde, Agência Estado, Rádio Eldorado e pelos canais ESPN Brasil, Band, Record e SBT, além de importantes revistas especializadas como Quatro Rodas.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Paulo NobrePalmeiras

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.