Entenda: Rio+20 entra em nova etapa de negociações

João Coscelli

16 de junho de 2012 | 13h21

Depois de quase três dias sem consenso, os negociadores internacionais de 193 países passam a se concentrar nos temas apontados como essenciais para solucionar os problemas ambientais do planeta. Tudo isso sob a liderança do Brasil, que assumiu as rédeas da conferência na sexta

Eles vão se reunir em dez painéis de debates intitulados Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável, fase que antecede a reunião de cúpula dos chefes de Estado e de Governo, nos dias 20 a 22.

Os painéis se concentram nas discussões sobre desemprego, trabalho decente e migrações, e o desenvolvimento sustentável como resposta às crises econômicas e financeira. A ideia é buscar a convergência em três dimensões – social, ambiental e econômica.

A partir do domingo, 17, a questão específica sobre o desenvolvimento sustentável será discutida no que se refere à erradicação da pobreza e o combate à fome. Ainda estarão em discussão as possibilidades de modelos de economia que incluam padrões sustentáveis de produção e consumo. O tema florestas encerra os debates, cujo ciclo acaba no dia 19. A ideia é dedicar o último dia às discussões sobre cidades sustentáveis e inovação e oceanos.

Tudo o que sabemos sobre:

debatesnegociações

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: