Rio+20 é teste de megaeventos na cidade, diz Eduardo Paes

João Coscelli

15 de junho de 2012 | 21h00

Agência Brasil

Mais de cem chefes de Estado viajarão ao Rio de Janeiro na próxima semana para participar da Rio+20, o que servirá de teste para os megaeventos programados para a cidade a partir de 2013, avaliou nesta sexta-feira, 15, o prefeito Eduardo Paes.

O Rio receberá jogos da Copa das Confederações no ano que vem, da Copa do Mundo de 2014 e também sediará as Olimpíadas de 2016. Além desses três eventos, em julho de 2013, será realizada a Jornada Mundial da Juventude, evento promovido pela Igreja Católica que trará o papa Bento XVI ao Brasil.

Paes fez um apelo à população para que entenda o transtorno que a movimentação das delegações estrangeiras poderá causar no trânsito da cidade. “Vão ser dias confusos, com o trânsito parando”, disse.

O prefeito descartou, entretanto, qualquer recomendação para que as pessoas não saiam de suas casas nos dias 20, 21 e 22 deste mês, quando ocorrerá a Reunião de Cúpula dos Chefes de Estado da Rio+20. “É vida normal. Recomendo apenas que evitem deslocamentos desnecessários. Se tiverem alguma coisa que possam deixar para resolver na semana seguinte, que deixem”.

Paes observou que já haverá uma redução de trânsito naqueles três dias devido ao feriado escolar e o ponto facultativo dos servidores federais, estaduais e municipais. Ao final da Rio+20, Paes disse que será possível fazer uma avaliação definitiva sobre como a cidade enfrentou o evento. Segundo ele, a prefeitura pretender tirar o maior proveito dessa experiência.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: