Estádio sem torcida

robertolira

26 de julho de 2013 | 13h10

Nesta semana, o The Washington Post divulgou que a equipe do DC United apresentou um plano para a construção de um estádio exclusivo para futebol (soccer, para eles) na capital federal para 20 mil pessoas.

O valor do investimento foi estimado em US$ 300 milhões, a serem divididos entre clube e cidade. Hoje, o USA Today pergunta o motivo de construir uma arena – e gastar dinheiro público – para um time que só conseguiu média de pouco mais de 13 mil torcedores na última edição da MLS, a terceira pior da liga.

É uma pergunta ser feita também aqui no Brasil. As belas arenas de Manaus, Mato Grosso, Brasilia e até Pernambuco correm o risco de ficarem às moscas após a Copa de 2014. Não dá nem para manter uma programação de shows, já que esses roteiros não entram nas turnês dos grandes astros internacionais.

Como curiosidade, as imagens publicadas pelo DC United mostram um projeto muito similar ao do estádio que a Odebrecht está construindo para o Corinthians. Veja e compare:

Arena do DC United
Arena DC United

Arena do Corinthians
Arena Corinthians

Tudo o que sabemos sobre:

DC UnitedestádiosfutebolMLS

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: