Responsabilidade fiscal

robertolira

30 de julho de 2013 | 19h29

La coruna

Estão se tornando comuns na Europa as punições esportivas para clubes mal geridos  e que acumulam problemas financeiros. O caso mais grave no momento é do Deportivo La Coruña, que entre o final dos anos 90 e começo dos 2000 chegou a ocupar o espaço de terceira força da Espanha – que não é pouco considerando que os outros dois são os titãs Real Madrid e Barcelona.

O clube galego já vinha bem mal das pernas, com receitas boqueadas por credores e uma campanha pífia na Liga na última temporada, que o levou para segunda divisão.

Agora, a situação está pior. Sem condições de honrar débitos com salários de jogadores que alcançam 11 milhões de euros, o La Coruña corre o risco de ser administrativamente rebaixado para  a Segunda B, uma terceira divisão que significa quase falência certa.

O prazo para solucionar essa questão acaba nesta quarta-feira. Os jogadores já admitem não receber tudo agora, mas não querem abrir mão de nenhum valor. Ou não embarcam para a pré-temporada marcada para Portugal.

Ou seja, o campeão da Liga em 1999/2000, equipe onde brilharam Mauro Silva, Bebeto e Djalminha, entre outros, pode deixar de existir.

Imaginem se um dia dívidas trabalhistas dos clubes brasileiros levarem ao rebaixamento sumário. Teríamos grandes clássicos nas séries B e C.

Tudo o que sabemos sobre:

EspanhaLa Coruña

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.