Santiago (coloque sua marca) Bernabéu

robertolira

15 de outubro de 2013 | 10h59

Santiago Bernabéu atual

Antiago Bernabéu projetos

O mítico estádio Santiago Bernabéu, do Real Madrid, pode até não mudar de nome, mas vai ganhar algum sobrenome nos próximos anos. Estão avançados os planos para a modernização da praça de esportes, a um custo de 400 milhões de euros – que serão bancado por um sponsor que vai exercer o direito de colocar seu nome no campo dos merengues.

Alguns detalhes foram divulgados ontem á noite pelo presidente Florentino Pérez, que rejeitou a hipótese de mudar o nome do estádio, embota tenha admitido acrescentar uma marca.

No Brasil é mais difícil bater o pé em algumas questões de naming rights. O Palmeiras abriu mão de usar o nome Parque Antártica após as negociações da construtora W. Torre com a seguradora Allianz: vai ficar Allianz Parque. O Corinthians se desespera toda vez que alguém se refere ao novo estádio como “Itaquerão”, com medo do nome pegar e assustar algum grupo investidor. Mudar os nomes de Maracanã, Mineirão e Fonte Nova para alguma marca também é complicado.

O Real Madrid, por sua vez, possui nada mais nada menos que a marca de futebol mais valiosa do planeta, segundo a Forbes. O clube vale US$ 3,4 bilhões, ante US$ 3,3 bilhões do Manchester United.

A saúde financeira também vai bem. Na temporada 2012/2013, a receita subiu 1,3%, para 520,9 milhões de euros, enquanto o resultado líquido cresceu 52% e foi a 36,9 milhões de euros. E o endividamento financeiro recuou 27,4%. Isso em plena crise econômica espanhola.

Já foram apresentados os projetos de arquitetura da nova arena. Cobertura retrátil, a instalação de um centro comercial e a instalação de um hotel com vista para o campo de jogo estão contemplados (ver fotos). O sonho é tornar o “Coliseu Branco” num marco arquitetônica da cidade.

Por tudo isso, os defensores da tradição que me desculpem, mas vale a pena colocar um sobrenome no Santiago Bernabéu.

Tudo o que sabemos sobre:

naming rightsReal MadridSantiago Bernabéu

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: