A Série D que a Portuguesa vai disputar teve 64 times neste ano, com oito grupos e muitos jogos

O torneio de 2021, se repetir a fórmula de 2020, terá etapas de pontos corridos e disputa mata-mata a partir das oitavas, com os quatro semifinalistas indo para a Série C

Robson Morelli

27 de dezembro de 2020 | 18h14

A Série D do Campeonato Brasileiro, que a Portuguesa vai disputar em 2021, teve 64 clubes nesta temporada, com etapas de pontos corridos e disputas no sistema de mata-mata. Os quatro semifinalistas sobem um degrau e vão para a Série C, com mais dinheiro e estrutura em jogo. O melhor de tudo é ter calendário em boa parte do ano.

Se a CBF mantiver o regulamento deste ano, a Lusa vai se juntar a outros 63 times. Todos eles serão divididos em oito grupos, com oito equipes cada. Esses times jogam dentro de seus respectivos grupos, portanto, com 14 jogos de ida e volta. Os quatro primeiros de cada chave passam para a segunda etapa, de mata-mata, antes de chegar às oitavas.

São partidas com rivais do Brasil todo. Não é muito diferente da Copa do Brasil, que neste 2020 teve 80 equipes. A diferença fica por conta da fase de pontos corridos, a primeira. Todos os clubes credenciados terão 14 partidas no mínimo para fazer. A Lusa quer esse calendário. Precisa se organizar para ir bem na quarta divisão. Já esteve na elite. Em 1996, disputou o título do Brasileirão com o Grêmio. É esse caminho que o clube do Canindé quer fazer de volta.

As etapas do sistema mata-mata da Série D não são diferentes das outras competições, com partidas de ida e volta. Sem segredo. O torneio vai afunilando até chegar à semifinal, quando os quatro já estarão classificados para a Série C. Missão cumprida. Depois, eles jogam para saber quem ficará com a taça. Protocolo.

A Lusa tem camisa forte, tradição. Começa a resgatar seus tempos melhores. Ganhar a Copa Paulista foi muito importante para ela. Recuperou prestígio. Ganhou mais dinheiro. Precisa agora ter um time mais forte e com peças para reposição. O torneio é longo. Precisa de grupo, de um bom treinador, de um ou dois jogadores diferentes, de um bom goleiro… A Série D pode resgatar o orgulho do torcedor lusitano.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolPortuguesaLusaSérie D

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.