Ainda não será neste fim de semana que Pato vestirá a camisa do Corinthians

Ainda não será neste fim de semana que Pato vestirá a camisa do Corinthians

Cristóvão confirma que Pato não enfrenta o Figueirense neste sábado

Robson Morelli

22 de julho de 2016 | 11h30

Alexandre Pato está na iminência de voltar a vestir a camisa do Corinthians, mas não será nesse fim de semana. O técnico Cristóvão Borges garantiu que o atacante fará sua reestreia quando ele estiver bem fisicamente, o que não é o caso no jogo contra o Figueirense, marcado para a Arena Corinthians, sábado. Pato teve duas semanas de treinos apenas. Ele foi reintegrado depois de passagem apagada pelo Chelsea, onde atuou bem pouco e não conseguiu despertar o interesse dos ingleses do clube. Voltou para terminar seu contrato, que vai até dezembro, quando ficará livre do Corinthians e muito provavelmente nunca mais pisará em Itaquera.

PatoDivulgacao1110

Ocorre que a decisão der usar Pato afronta o desejo de muita gente no Parque São Jorge, de torcida a dirigentes, passando por alguns jogadores, como o goleiro Cássio, que acha que ele deveria se envolver mais com o clube antes de voltar a jogar e tomar o lugar de quem está ‘camelando’ na posição por mais tempo, como Luciano e André, por exemplo. E aqui não se discute o nível técnico de Pato. O fato é que o atacante conta nos dedos os meses e dias para acabar seu contrato, que custou ao Corinthians R$ 40 milhões e mais salário mensal de R$ 800 mil. E ninguém o vê ainda como um jogador de grupo. Não existe essa sensação no vestiário. Na manhã desta sexta, Cristóvão Borges revelou que ele não atuará sábado.

Portanto, Pato terá mais uma semana, até a próxima rodada do Nacional, para mudar esse sentimento a seu respeito. A torcida não o engole desde o dia em que bateu pênalti nas mãos de Dida em jogo contra o Grêmio. Tentou uma cavadinha e errou. Ganhou, das arquibancadas, a pecha de jogador relapso, sem envolvimento e até desprezível. Foi embora, primeiro para o São Paulo, e agora voltou para jogar. Não se sabe como torcedor vai recebê-lo.

Da mesma forma, o presidente Roberto de Andrade disse com todas as letras que acendia velas para que alguém o comprasse, que ele não jogaria mais no clube… Passou o abacaxi para o novo treinador, que disse ‘sim a Pato e arrumou um pepino em sua passagem pelo clube, talvez o primeiro. Mesmo se Pato der certo nesses próximo meses, no fim do ano ele se manda. E sem olhar para trás. O Corinthians ficará na mão de novo. Há quem diga, no entanto, que Pato poderá ajudar o time no Nacional.

Tudo o que sabemos sobre:

corinthians; futebol Pato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.