Alexandre Pato escolheu o São Paulo também por questões financeiras. Veja as propostas

Alexandre Pato escolheu o São Paulo também por questões financeiras. Veja as propostas

Jogador vai ajudar o time do Morumbi nesta temporada, mas somente no Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil

Robson Morelli

29 de março de 2019 | 13h34

O acerto de Alexandre Pato com o São Paulo certamente foi motivado pela fase do atacante em sua última passagem pelo clube, onde ele foi feliz, muito mais do que sua experiência com a camisa do Corinthians, por exemplo. Havia o Santos e o Palmeiras na jogada. Mas sua escolha não se deu somente por esse fator. Longe disso. Pato e seu agente escolheram a melhor proposta financeira, a mais atraente para os quatro anos de permanência no Brasil. Seu estafe fez as contas e apontou o clube do Morumbi como a melhor opção.

Alexandre Pato tinha três ofertas assim jogadas na mesa:

São Paulo
Salário de 700 mil euros (R$ 3 milhões) até dezembro.
Em 2020, Pato ganharia 2.633.000 de euros líquidos, o equivalente a R$ 11,5 milhões.
Essa base se repetiria nas temporadas de 2021 e 2022.
Havia ainda uma “comissão” de 1 milhão de euros dada possivelmente para seu agente – R$ 4,38 milhões.
+ os encargos de 27%. Portanto, mais 2.591.900 euros – R$ 11,3 milhões.
TOTAL da escolha de Pato: 12.190.000 de euros – R$ 53.392.200. 


Santos

Proposta de 8 milhões de euros (R$ 35 milhões) pelos quatro anos de contrato.
Mais”luvas”na assinatura do  contrato de 2,5 milhões de euros-R$ 10,9 milhões.
TOTAL da proposta do Santos – 10,5 milhões de euros – R$ 45,9 milhões.

 

Palmeiras
O clube ofereceu salário de R$ 500 mil por mês de abril até dezembro, sem contar possíveis premiações em caso de conquistas nesta temporada. No fim do ano, as partes se sentariam novamente para esticar o contrato por mais tempo, com possível aumento salarial após avaliação do atacante.
TOTAL da proposta – R$ 4,5 milhões somente neste ano

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

futebolpalmeirasSantos FCSão Paulo FC

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.