Alguém ficou surpreso com a eliminação do Brasil na Copa América?

Alguém ficou surpreso com a eliminação do Brasil na Copa América?

Passado um ano da surra de 7 a 1 para a Alemanha na Copa do Mundo, o futebol da seleção só fez encolher. E Dunga nunca será esse técnico da retomada

Robson Morelli

27 de junho de 2015 | 22h22

BrasilParaguaiDanielTeixeiraEstadao1_570

Estou muito tranquilo para fazer a pergunta do título porque essa seleção, e comissão técnica, nunca me enganou. Nem mesmo quando Dunga ia empilhando vitórias em amistosos que não valiam nada. Acho até que a CBF deveria repensar esses jogos sem importância. Talvez fosse mais interessante pegar quatro dias e treinar na Granja Comary, em Teresópolis. Treinar chute, bolas aéreas no ataque e na defesa, treinar posicionamento e pênaltis também. Essa coisa de jogo amistoso para que o jogador durma mais do que trabalhe em bons hotéis se prova ultrapassada e sem serventia. Ah, claro! A CBF vendeu os jogos da seleção. Então, esquece essa proposta.

O Brasil da Copa América é pior que o Brasil dos 7 a 1. Perder para o Paraguai,  tomar pressão diante da Venezuela, brigar e apanhar da Colômbia e sofrer na estreia contra o Peru para ganhar, digamos, é tão terrível quanto foi aquele jogo diante dos alemães. Mas como a seleção não avançou em nada em um ano, a eliminação diante dos paraguaios não me surpreende. Em nada. O Brasil se apequenou e não consegue sair desse buraco em que se meteu. Tem Neymar como referência e alguns bons jogadores, mas sofre sem um time. Trata-se de um amontado de atletas mal orientados, de pouca experiência com a camisa do Brasil e longe, bem longe, de trabalhar com equipe.

Dunga não é esse treinador que a CBF pensa que dará jeito no futebol da seleção. Dunga é um guerreiro, um cara batalhador, mas nem de longe tem condições e conhecimento e visão de futebol para mudar o que está aí, fracasso atrás de fracasso. Não é nem unanimidade no cargo. Há outros melhores que ele, mais capacitados para a seleção e que terão mais facilidade para trabalhar. Esse Brasil, que apostou tudo em Robinho, para chegar lá, não inspira confiança em ninguém. E vai sofrer também nas Eliminatórias para a Copa da Rússia. Hoje, o Brasil está atrás de Peru, Venezuela, Argentina e Paraguai, os semifinalistas da Copa América. Como perdeu para a Colômbia, poderia dizer que também está abaixo do time de James Rodríguez. Então, a barba deve ficar de molho. A fase é ruim.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.