Ao falar da sua primeira convocação, Gabriel Menino mostra alegria e disposição de um garoto que vê a porta se abrir para ele

Ao falar da sua primeira convocação, Gabriel Menino mostra alegria e disposição de um garoto que vê a porta se abrir para ele

Jogador do Palmeiras de 19 anos é convocado pelo técnico Tite para dois jogos da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa

Robson Morelli

18 de setembro de 2020 | 17h54

Tite chamou dois jogadores do Palmeiras para as partidas do Brasil nas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar. O goleiro Weverton e o volante Gabriel Menino. Nos bastidores do clube paulista, outro nome era dado como certo na lista do treinador, o de Patrick de Paula, que só não foi desta vez para não prejudicar o Palmeiras com três desfalques. A comissão da seleção tem levado isso em consideração desde que Tite assumiu o posto.
Foto: CBF

Weverton já foi chamado outras vezes. No Brasil, é o primeiro goleiro na opção do treinador. A novidade fica por conta da convocação de Menino. Aos 19 anos, o garoto recém-lançado das bases sabe o tamanho da porta que se abre para ele. Em sua entrevista, seus olhos brilhavam. Tudo parece cedo em sua carreira. A titularidade no profissional e agora a chance na seleção. Se ele levar a sério o time nacional como veste a camisa do Palmeiras, Tite terá acertado em sua escolha.

No Palmeiras, Menino assumiu funções que eram de outros, como as faltas, as bolas paradas, as discussões que tem com Patrick de Paula para as melhores jogadas. Tomou conta de tudo, sem medo, sem receio, confiante. Na seleção, embora irá se sentir envergonhado com os ídolos Neymar e Gabriel Jesus, tem de agir naturalmente e ganhar a todos com seu futebol.

É tudo muito cedo para qualquer avaliação, mas Gabriel Menino já sai na frente de muitos outros de sua idade. Só depende dele agora.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.