Após primeira vitória no ano, são-paulinos refazem as contas e renovam esperança no título

Após primeira vitória no ano, são-paulinos refazem as contas e renovam esperança no título

Na ponta do lápis, ou na calculadora, time do Morumbi, que aguarda pela chegada de Crespo, não está morto, mas combinação para conquista do Brasileirão é complicada

Robson Morelli

15 de fevereiro de 2021 | 12h45

Não há nada como o torcedor brasileiro. Sua fé é renovada a cada gol, drible e vitória. O ruim passa a ficar médio. E o médio vira ótimo. No caso do São Paulo, a esperança foi renovada após a vitória de 2 a 1 sobre o Grêmio em Porto Alegre. Matematicamente, ainda dá. Um amigo do café das manhãs na padaria, quando posso devido precaução com a pandemia, refez suas contas nesta segunda, embora tenha me dito que “anda sem time”. É são-paulino. Começou apontando que não é nada impossível que haja empate entre Flamengo e Inter no domingo.

Assim, se acontecer o que ele prevê, Inter vai para 70 pontos e Flamengo, para 69. Teriam ambos mais um jogo cada. O Inter poderia chegar aos 73 se batesse o Corinthians na última rodada do Brasileirão, a 38ª. O Flamengo poderia alcançar os 72. Seu compromisso é justamente contra o São Paulo no Morumbi.

Mas nas contas do amigo, eles não chegariam a essas marcas.

O São Paulo tem caminho maior porque precisa fazer mais jogos adiados. Serão mais três partidas. Nove pontos na mesa. Com 62, vencendo suas três partidas, bateria nos 71 pontos. O São Paulo teria de passar por Palmeiras, Botafogo e Flamengo. Convenhamos, nada fácil a não ser pela péssima fase do Botafogo que só faz perder. Já até caiu para a Séria B.

Além do empate entre Inter e Flamengo e da derrota do rubro-negro para o São Paulo no último jogo da tabela, para que tudo dê certo ao time do Morumbi, o Inter também teria de perder sua última partida, diante do Corinthians dentro do Beira-Rio. Vai ser aquele jogo em que o torcedor gaúcho tentará se aglomerar na frente do estádio para empurrar a equipe de alguma forma. Um risco em tempos de pandemia. Mas não espero menos.

A combinação, em se tratando de futebol, é possível. Mas extremamente difícil. E por quê? Porque o São Paulo não tem sido um time que ganha jogos. Dos oito últimos, venceu apenas o Grêmio. Ou seja, um. E terá pedreiras pela frente, como ressaltei. Também é pouco provável que Inter e Flamengo somem apenas um ponto em seis em disputa. São os dois melhores do Brasileiro e seria “diferente” que emperrassem na reta final. O Corinthians também não apresentou nada na temporada para tirar três pontos do Inter no Beira-Rio. Sabemos que nada no futebol é impossível, mas deve haver um pouco de coerência no que as equipes mostraram até agora.

Se as contas “do coração” do meu amigo estiverem certas, após a última rodada do Brasileirão, tabela estaria da seguinte maneira:
1º – São Paulo –  71 pontos
2º Inter – 70 pontos
3º Flamengo – 69 pontos

Portanto, São Paulo campeão brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolSão Paulo FCbrasileirao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.