Bahia se tornou um clube referência no cenário conservador do futebol: tem missão dura na Copa do Nordeste hoje

Bahia se tornou um clube referência no cenário conservador do futebol: tem missão dura na Copa do Nordeste hoje

Mais do que seu futebol, suas ideias precisam ser espalhadas pelo País

Robson Morelli

04 de agosto de 2020 | 10h43

Gosto do Bahia. Gosto da camisa do Bahia. Gosto do jeito que o Bahia é tocado nesse mundo conservador do futebol brasileiro. Por isso gostaria de ver o time campeão da Copa do Nordeste diante do Ceará nesta terça-feira. Não será fácil porque o Ceará fez 3 a 1 na ida e tem ótima vantagem. Nada contra o Ceará, que também tem tudo bons projetos. Ocorre que uma conquista do Bahia poderia espalhar pela região suas ideias mais inclusivas no futebol, sua forma arejada de pensar os jogos e a gestão e sua disposição de contar isso aos que se interessam em saber. Mesmo os dirigentes do Bahia são acessíveis, diferentemente de outros cartolas que nunca podem informar sobre as coisas do time que comandam e estão sempre trabalhando pressionados e de cara fechada.

O Bahia é mais leve. Tem tomado decisões importantes para trazer para próximo de sua bandeira algumas minorias que sempre foram marginalizadas no futebol, como homossexuais e mulheres. Suas campanhas de marketing são criativas e isso tem despertado a simpatia de muita gente. O futebol faz amigos e precisa ser mais divertido. Não digo que deva ser só entretenimento, porque futebol no Brasil é coisa muito das sérias. Mas as pessoas que fazem o esporte precisam olhar a modalidade com mais tranquilidade, menos cobranças e pressão.

O Bahia faz tudo isso, tem ganhado dinheiro e se mostrado eficiente nas disputas. Está na final da Copa do Nordeste e promete jogar um Campeonato Brasileiro com alguns interesses maiores do que apenas se manter na competição. Tem sido um rival duro para os chamados favoritos. Está se estruturando de modo a não correr riscos de ser rebaixado de tempos em tempos. Mais do que seu futebol, suas ideias precisam ser espalhadas.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolBrasileirão 2020EC Bahia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: