Bem antes do fim da temporada, como informava, São Paulo demite Aguirre

Post anterior deste blogueiro informava a dificuldade que o treinador teria para ficar em 2019. Tudo foi antecipado

Robson Morelli

11 de novembro de 2018 | 21h45

Escrevi ainda neste domingo que Aguirre teria muitos problemas para resistir no São Paulo em 2019. Estava certo. Com um agravante: a impaciência da diretoria era bem maior do que fiquei sabendo. O São Paulo não esperou sequer as últimas cinco partidas que faltam para o fim da temporada e decidiu hoje mesmo demitir Aguirre.

A decisão foi anunciada no começo da noite, quando a diretoria já lamentava a perda da quarta posição na tabela – lugar ocupado após a 33ª rodada pelo Grêmio, que subiu na tabela e roubou a posição do time paulista. Na quinta posição, o São Paulo defende a pré-Libertadores. O queda de rendimento do São Paulo é visível. E foi por isso que Aguirre foi demitido. Mas não só por isso. O vestiário já não respondia mais aos seus comandos. Pior. Alguns jogadores de peso passaram a não respeitar mais o treinador, “tomando o comando” do time.

A diretoria percebeu isso e agiu rapidamente. Não sei se de forma acertada. Demitir um treinador faltando cinco rodadas para o fim da temporada me perece um pouco de desespero.

“O São Paulo Futebol Clube informa que Diego Aguirre deixou, neste domingo, o comando técnico da equipe principal. A decisão pela saída neste momento foi tomada em conjunto, em reunião nesta tarde, a partir da definição entre as partes de que o contrato do treinador não seria renovado ao término da temporada”, informou o clube, por meio de nota oficial.

Então, como escrevi no post anterior, Aguirre teria mesmo de convencer seus chefes de que merecia continuar no São Paulo em 2019. Não convenceu nem continuar no cargo até o fim do Brasileirão. O nome de Lisca, do Ceará, já foi comentado. Mas não há nada certo ainda. Nem consenso. Trata-se de um treinador que sabe ajeitar time. Tenho dúvidas se ele já tem o tamanho do São Paulo. Uma coisa é trabalhar no Ceará, outra é em São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:

São Paulo FCfutebolAguirre

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.