César Sampaio caça talentos

Robson Morelli

19 de agosto de 2009 | 09h13

Empresários da 2B ADM, que cuidam da carreira do ex-corintiano Douglas, entre outros, se associaram ao ex-jogador e agora dirigente do Mogi Mirim, César Sampaio, para um trabalho de garimpar garotos de 15 a 20 anos e tentar torná-los jogadores de futebol. O projeto prevê investimento de R$ 2 milhões por ano nas categorias Sub-15, Sub-17 e Sub-20. A parceria se vale da experiência dos empresários em administrar vidas de atletas com a competência e prestígio de César Sampaio. O que eles farão nada mais é que a boa, eficiente e velha peneira. Haverá três clubes hospedeiros para onde esses meninos irão. Receberão lá todos os cuidados necessários para o desenvolvimento da profissão. Os melhores serão recolocados num clube-mãe. O próprio Mogi Mirim poderá ser esse time principal. Na vitrine do Paulista, Copa do Brasil, Série B ou C ou Brasileirão, o jogador tentará se destacar para ser, claro, comprado por um clube grande do Brasil ou da Europa. Simples assim. Como aqui há milhões de meninos que sonham com o futebol, e talento de sobra, é mais uma porta que se abre para se chegar lá.

Tendências: