Cleiton Xavier ainda está devendo no Palmeiras

Cleiton Xavier ainda está devendo no Palmeiras

Meia deve ocupar o lugar de Valdivia, mas ainda não demonstrou isso nas vezes em que entrou em campo

Robson Morelli

17 de julho de 2015 | 11h37

Agora sem Valdivia oficialmente, chegou a hora de Cleiton Xavier assumir sua função no Palmeiras. O meia é o mais credenciado do elenco para ocupar a vaga do Mago. Não há outro capaz de inventar. Mesmo assim, Cleiton está devendo. E muito. Faz seis meses que ele está no clube, em processo de preparação. Tem de jogar o que sabe e o que pode, bem mais do que vem apresentando. Marcelo Oliveira também espera uma resposta imediata, para assim ganhar confiança no jogador e dar a ele uma sequência no Campeonato Brasileiro. O que Cleiton mostrou contra o ASA foi pouco, como nas outras outras partidas. Ele ainda é visto como reserva do time.

CleitonXavierCesar GrecoPalmeiras_570

Sem um meia de suas características, o Palmeiras se torna refém da vontade de seus jogadores de meio de campo, que até gora, diga-se, têm dado conta do recado. O Palmeiras tem feito boas apresentações sem Cleiton Xavier, mas é inegável que qualquer time precisa de talento, de atleta que pensa e vê o jogo, que tem no passe sua maior virtude. O futebol brasileiro carece disso.

Há uma dúvida nesse processo de preparação de Cleiton: sua condição física. Ele ainda não demonstra estar voando, como deveria depois desse tempo todo. O torcedor tem um pingo de desconfiança no jogador. E aí ele terá de dar sua resposta agora. Palmeiras e Santos jogam neste domingo, no Allianz Parque.

SOCIAL
O presidente Paulo Nobre resolveu criar uma taxa para os associados do clube de R$ 88 (18 parcelas para título familiar) e R$ 55 (18 parcelas para título individual) a fim de arrecadar dinheiro para obras sociais. A taxa de melhoria foi aprovada pelo Conselho de Orientação e Fiscalização do Palmeiras. O presidente faz isso para não tirar dinheiro do futebol. Entende que os clube social deve se manter com seus próprios recursos e recursos dos associados. A taxa, mesmo que positiva para quem usa o clube, tem provocado revolta de muitos sócios, que já pagam suas mensalidades.

Tudo o que sabemos sobre:

Palmeiras; futebol;

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: