Corinthians está confiando demais em seu setor defensivo e nas ótimas atuações de Cássio

Com o empate no Morumbi, time de Carille decide Paulistão em sua casa, onde o São Paulo nunca venceu

Robson Morelli

15 de abril de 2019 | 09h33

Não é de hoje que o Corinthians confia em seu setor defensivo, no entrosamento da dupla Henrique-Manoel e nas boas defesas do goleiro Cássio, inclusive nas cobranças de pênaltis. Dessa forma, mas não somente, a equipe soma pontos, segura rivais e constrói os resultados que lhe ajudam nas competições. Carille é um estrategista. Não tenho dúvidas disso. Ocorre que o empate com o São Paulo no Morumbi não garante nada ao time adversário em sua casa domingo. O São Paulo, assim como foi o Santos nas semifinais, é mais time hoje do que o Corinthians, joga com mais desenvoltura e tem mais recursos para jogadas ofensivas durante os 90 minutos.

Isso também não quer dizer muita coisa, porque vimos o Santos cair fora e o São Paulo parar na defesa do adversário alvinegro nos primeiros 90 minutos da final estadual de 2019. Mas faz com que o torcedor, dos dois lados, que não é bobo nem nada, saiba o que pode esperar para o confronto em Itaquera. Vejo alguns caminhos para essa decisão, que não vou perder por nada. O Corinthians, empurrado por 45 mil corintianos (torcida única, tirando os camuflados), vai atacar mais em sua casa. Ficará com a bola no campo do São Paulo e jogará para ganhar, o que, confesso, não vi nem senti no Morumbi domingo. Vai continuar se defendendo com maestria, mas terá de correr riscos para não apostar nas defesas de Cássio apenas. Se não der para ganhar, vai fazer de tudo para empatar, como fez no primeiro jogo. Aí, contará de vez com a boa fase do goleiro. Cássio não refuga em grandes partidas. Aliás, nos grandes jogos ele faz a diferença. Pelo menos tem sido assim.

Ao São Paulo, cabe retomar o papel de “franco atirador”, de um time que estava na sarjeta para uma recuperação surpreendente, eliminando o Palmeiras, e chegada à decisão. Não tem nada a perder. Quer ganhar, claro, mas o que acontecer domingo não vai tirar do São Paulo seu mérito no Estadual, já visando a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. O São Paulo é outro time. Então, imagino que Cuca vai colocar o elenco pra frente sem pensar duas vezes. Essa é sua única chance. Continuar jogando um futebol alegre e veloz, mostrando suas opções ofensivas, que são muitas. A semana de treino e descanso será fundamental.

Cuca tem de deixar esses jogadores do São Paulo passando fome de bola para que eles cheguem em Itaquera e comam a bola. Apetite para ganhar. Para jogar. O que não tenho visto no Corinthians. O time de Carille é mais cirúrgico, mais maduro, sabe o que tem de fazer em campo. Muda jogador sem perde a estrutura. O São Paulo é mais molecagem no bom sentido. Cuca não pode tirar isso dos garotos na última partida. Se der certo, ganham o torneio. Se não der, ganham experiência. O que eles tinham de fazer no Paulista, já fizeram.

Há muitos corintianos dando como certa a conquista em Itaquera, pelo simples fato de o São Paulo nunca ter vencido lá. Pode ser. Isso é importante. Mas penso que ainda há jogo. E como disse, não perco esse jogo por nada.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolCorinthiansSão Paulo FCPaulistão

Tendências: