Corinthians pensa em formar combos para venda casada de ingressos no Itaquerão

Ideia é arrecadar receita com bilheteria antecipadamente e dar ao torcedor o direito de comprar entradas para determinados jogos, como clássicos paulistas ou rivais do Rio, por exemplo

Robson Morelli

10 Agosto 2015 | 10h21

O Corinthians já pensa num novo passo na onde da venda de ingressos pela internet. Responsável pelo marketing do clube, Marcelo Passos, começa a desenhar a possibilidade de o torcedor adquirir não apenas o ingresso para o próximo jogo do time, mas um pacote de partidas ao decorrer da temporada. O clube já fez isso quando jogava na Libertadores no Pacaembu com relativo sucesso. O torcedor poderia comprar os três jogos do Corinthians na primeira fase da competição sul-americana. Essa ideia deverá ser retomada em 2016 para todas as competições em jogos no Itaquerão. A ideia é formar combos e oferecer ao torcedor.

itaqueraoAP_570O corintiano filiado ao sócio-torcedor do clube terá prioridade, como já vem sendo feito. Ele poderá em breve comprar ingressos para, por exemplo, todos os clássicos paulistas, ou ainda contra os rivais mineiros e gaúchos, ou para as semifinais de Paulista, Copa do Brasil, Libertadores, enfim, para os torneios que têm esse tipo de fase. No Brasileiro, que é por pontos corridos, essas combinações serão montadas de acordo com o interesse do torcedor.
Poderia também haver um combo para os jogos contra os times do Rio, que têm torcida em São Paulo. “A ideia é fazer parecido com a venda de ingressos da Copa do Mundo”, disse Passos.

Com isso, o Corinthians pretende adiantar receitas das bilheterias, de modo a deixar o clube mais fortalecido financeiramente sobretudo em início de temporadas, quando geralmente se reforçam. Se der certo, o modelo deverá ser copiado por outras associações.

O fato de ter um estádio novo e moderno ajuda. O sistema de venda pela internet, em todos os clubes de São Paulo, parece ser um modelo que não deixará de ser feito. Há uma semana, o Palmeiras anunciou que não abriria suas bilheterias físicas na entrada do estádio porque todos os jogos contra o Atlético-PR (derrota por 1 a 0) tinham sido vendidos pela internet.

A única preocupação que ainda existe em alguns clubes é para o fato de atender também aqueles que não são sócios-torcedores. Pelo menos no São Paulo há essa compreensão de que torcedores comuns também têm o direito de comprar entradas para os jogos do time.