Dunga corre o risco de morrer abraçado com essa seleção

Robson Morelli

10 de fevereiro de 2010 | 09h37

Dunga voltou a comentar sobre o caráter de alguns jogadores na Copa da Alemanha. O recado era para Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo. O atacante do Corinthians está fora. Na cabeça de Dunga ele foi o responsável por tudo de ruim que aconteceu em 2006, assim como Dunga foi apontado como o grande perdedor do Mundial de 1990. É o troco do ex-volante.
Claro, porque toda vez que ele resolve falar mal, e com razão, da bagunça que foi a seleção em 2006, ele envolve Ronaldo e Ronaldinho. Se esquece que havia outros jogadores naquele grupo que fazem parte do seu elenco hoje. Adriano, Kaká, Julio Cesar, Juan, Lúcio, Robinho. Mas esses foram perdoados. Ronaldo está mesmo sem condição. Mas Ronaldinho…
Dunga não tem mais dúvidas sobre seus convocados. Temos de aceitar sua lista porque ele é quem manda. Mas sabemos que há no time jogadores reservas em seus respectivos time, alguns amaldiçoados nos países que jogam, outros que só estão no elenco por agradecimento a algum favor prestado à equipe sob seu comando. E não acredito que a CBF irá se meter nisso, pedir novamente, por exemplo, para incluir Ronaldinho Gaúcho nesse grupo como fez há um ano, passando por cima da autoridade e vontade do treinador. Dunga é um cara de pulso, de fibra, de comando. Seu grande teste no cargo seria colocar na linha jogadores badalados, veteranos até. Mandar em Elano, Julio Baptista e Josúe é fácil, professor. Duro e domar as feras. O brasileiro vai torcer para a Seleção como sempre faz, não há dúvidas. Mas sabendo que o sucesso, se for alcançado, chegará por vias tortas.

A lista de Dunga para o amistoso contra a Irlanda, dia 2 de março, em Londres.

GOLEIROS
Julio César (Inter de Milão)
Doni (Roma)

LATERAIS
Maicon (Inter de Milão)
Daniel Alves (Barcelona)
Gilberto (Cruzeiro)
Michel Bastos (Lyon)

ZAGUEIROS
Juan (Roma)
Lúcio (Inter de Milão)
Luisão (Benfica)
Thiago Silva (Milan)

VOLANTES
Gilberto Silva (Panathinaikos)
Josué (Wolfsburg)
Felipe Melo (Juventus)

MEIAS
Kaká (Real Madrid)
Ramires (Benfica)
Elano (Galatasaray)
Julio Baptista (Roma)
Kleberson (Flamengo)

ATACANTES
Robinho (Santos)
Adriano (Flamengo)
Nilmar (Villarreal)
Luis Fabiano (Sevilla)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.