É preciso parar de passar a mão na cabeça de jogador

Robson Morelli

20 de outubro de 2009 | 15h10

Diego Souza falou exatamente o que todos precisavam ouvir no Palmeiras após o goleiro Marcos soltar das suas, sempre com alguma razão. “Temos de parar com isso de ficar pensando no que o Marcos falou ou deixou de falar na imprensa, de como vai reagir o grupo às suas declarações e críticas. Aqui todo muito é homem e tem de saber lidar com isso”.
Boa, Diego Souza. Tem mais. Na hora de fazer contrato e pedir R$ 100 mil por mês (ou mais) ninguém pensa nas broncas, nas derrotas vergonhosas ou no racha do elenco. Perder para o Flamengo, na condição atual do time carioca, não é o problema. A decepção é tomar gol de escanteio depois de o técnico ter avisado 200 vezes que poderia acontecer, como esbravejou Marcos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: