Arenas de Corinthians e Palmeiras devem ficar com o futebol na Olimpíada

Arenas de Corinthians e Palmeiras devem ficar com o futebol na Olimpíada

Morumbi, do São Paulo, não fez a reforma prometida e dificilmente entrará nos Jogo do Rio 2016

Robson Morelli

13 de fevereiro de 2015 | 18h30

PalmeirasJFDiorioEstadao_570

O futebol em Jogos Olímpicos só recebe as partidas decisivas, semifinal e final, na cidade sede. A modalidade geralmente é disputada em cidades próximas à sede, no caso o Rio de Janeiro. No próximo dia 16 de março, a Fifa deverá sacramentar duas novas arenas em São Paulo para a competição, a do Corinthians e a do Palmeiras.

A novidade é usar o Allianz Parque, o novo estádio do Palmeiras, para o evento. O Itaquerão foi palco da abertura da Copa do Mundo, quando o Brasil derrotou a Croácia por 3 a 1, e de partidas importantes do Mundial em que a seleção de Felipão fracassou. Portanto, já fez seu grande teste. Dessa forma, se assim se confirmar, a Fifa estará entregando a dois rivais paulistas o direito de sediar uma competição histórica no País. Para a Arena do Palmeiras, a Olimpíada será provavelmente seu primeiro evento internacional.

E nessa busca pelas modernas Arenas pelo Brasil, o Morumbi fica para trás. A diretoria do São Paulo ensaiou uma boa reforma no estádio no ano passado, com cobertura para todos os assentos, mas o projeto ainda não saiu do papel e, por enquanto, nada deverá acontecer. O clube espera acertar uma boa parceria para isso. Seus dirigentes acreditam, porém, que para o que o São Paulo precisa nesse momento, o Morumbi está de bom tamanho. itaqueraoAP_570

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.