Enfrentar El Salvador após fracassar numa Copa só mostra que nada mudou na CBF

Esse amistoso de hoje à noite nos Estados Unidos não serve de nada para a seleção brasileira

Robson Morelli

11 Setembro 2018 | 10h44

Alguém aí do outro lado realmente acha que fazer um jogo contra El Salvador vai ajudar a seleção brasileira de alguma forma em sua caminhada até o Catar, em sua existência como entidade pentacampeã mundial? A realização deste amistoso nos Estados Unidos só prova uma coisa: nada mudou na CBF. Talvez não mude nunca, como nada parece mudar no Brasil, no futebol brasileiro, na cabeça dos nossos dirigentes. E, mesmo dizendo o contrário, Tite faz parte disso. Claro. Ele é o comandante escolhido pelo presidente da CBF, seja ele quem for. Tite é o treinador que tem a confiança da torcida, mesmo após o fracasso do time na Copa do Mundo da Rússia (que saudade da Copa!). Ele deveria ser o elo entre a torcida e todos os outros com a entidade, fazer o meio de campo. Ele é o único que poderia dizer NÃO.

Mas não disse. Aceitou a agenda sem questionar. Ganhou de 2 a 0 dos Estados Unidos e agora treina para enfrentar El Salvador. Pra quê? Essa pergunta o torcedor anda se fazendo, ao menos aqueles que sabem que a seleção entra em campo hoje. Leva ainda com ele a mágoa dos clubes que tiveram de dar jogador para essa partida sem sentido, quando seus respectivos times brigam, por exemplo, na Copa do Brasil. Tite faz seu trabalho na seleção e deve fazê-lo da melhor forma possível, sem se incomodar em ferir egos ou desagradar terceiros. Mas para enfrentar El Salvador? Esse amistoso tem sabor de melancia aguada, de salada sem sal e tempero, de chuchu cozido. Me desculpem os que gostam dessas opções à mesa. Eu não gosto.

Como também não gosto deste amistoso. Não leva a nada e ainda pode machucar um dos nossos jogadores. Vai que Neymar se machuca de novo. É bom bater na madeira. Ou outro qualquer do time? Pra quê? Para a CBF ganhar dinheiro? Pra quê? Depois, lá na Copa do Mundo, o Brasil enfrenta uma Bélgica e volta para casa. Já vimos esse filme antes. Será que vai ser sempre assim. Faz quatro Copa do Mundo que só dá seleção da Europa. O Brasil ganhou em 2002 e depois não chegou nem perto.

O engraçado é que mesmo com tantos fracassos, ainda temos os melhores jogadores do planeta. O Brasil talvez seja a única seleção que tem atletas de nível excelentes em quase todas as posições. Então, por que não ganhamos mais nada? Por causa desses amistosos do Brasil com rivais do nível de El Salvador. Por causa da (má) gestão da CBF. Por causa da subserviência da nossa comissão técnica. Por causa da falta de coragem dos envolvidos. Por causa de tantas coisas que já apontamos aqui…

Mais conteúdo sobre:

cbfseleção brasileiraTitefutebol