Entendo a desconfiança do torcedor do Palmeiras com Valdivia

O jogador diz que espera estrear logo na temporada, que vai para o seu segundo mês

Robson Morelli

16 de fevereiro de 2015 | 17h01

valdiviasergiocastroestadao_570

Posso parecer antiguado e até retrógrado, mas confesso que entendo o sentimento do torcedor palmeirense ao saber que o meia Valdivia, que ainda não estreou no time neste ano, foi visto no carnaval da Bahia, com a mulher, curtindo a folga prolongada. Nada contra se divertir no feriadão. O próprio técnico Oswaldo de Oliveira disse que ‘terá carnaval sim’ depois do compromisso do time no Paulistão – vitória sobre o São Bento.

Ora. Mas para quem está machucado e tentando recuperar a confiança do torcedor e até mesmo seu lugar no time, convenhamos que o melhor a ter feito era permanecer trabalhando e se resguardando, até para evitar mal entendidos, desconfiança e falatório. Às vezes, o jogador de futebol perde a chance de ganhar a torcida do seu time. Imagina se o palmeirense soubesse que Valdivia passou os quatro dias do carnaval de plantão na Academia, treinando e tentando se recuperar, com fez Rogério Ceni nas férias para suprir a idade avançada.

Mas Valdivia preferiu se divertir no carnaval. Ou seja, o jogador não quer perder as regalias e o salário mensal, mas, mesmo sem jogar, não abre mão de nada na sua vida pessoal para melhorar sua condição. Talvez ache que sua condição não precise ser melhorada e que tudo está bem no clube. Vai ver ele tem esse respaldo das pessoas que o comandam, técnico e presidente.

“É a primeira vez que estou curtindo o carnaval da Bahia, minha mulher que me trouxe. Estamos aproveitando essa folga para acompanhar o show da Ivete Sangalo”, sorriu Valdivia, em entrevista para a TV Bandeirantes. “Estou me recuperando de uma lesão, mas já estou bem fisicamente. Se Deus quiser, volto a jogar em breve.”

Tudo o que sabemos sobre:

Palmeiras; futebol; valdivia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.