Esse Santos dará o que falar

Robson Morelli

18 de janeiro de 2010 | 09h54

Dos times que vi jogar nesse começo de temporada aqui em São Paulo, ainda de férias, o Santos foi o que mais me agradou. Ganhou do Rio Branco por 4 a 0, mas o placar nesta abertura de 2010 é o que menos importa.
A dupla Paulo Henrique Ganso e Neymar dará o que falar. Os meninos jogam fácil. Ganso é mais talentoso no raciocínio. Neymar é mais agressivo com a bola nos pés. É difícil não compará-los à Diego e Robinho, outros garotos que fizeram história na Vila. Mas não é só isso.
A defesa, com os dois Brunos, parece sólida, séria e de bom porte físico, o que ajuda na hora de dividir uma bola. O volante Mancha, mais até que Brum, sabe sair para o jogo, é forte da mesma forma que os zagueiros e dá combate o tempo todo. O serelepe Wesley de cabelos trançados completa o meio com ginga e velocidade. Os laterais ainda vão melhorar e já vimos em 2009 os bons cruzamentos de George Lucas pela direita.
Vá lá que o Rio Branco é um time fraquinho, pelo menos foi na estreia do Paulistão. Mas esse Peixe tem tudo para ser forte. E há Giovanni, que entrou ontem no segundo tempo, mais avançado como atacante. Dos seus pés saíram passes de levantar a torcida, como no segundo gol de Ganso.
Se Dorival Júnior tiver coragem para fazer esse time jogar, o Santos será grande na temporada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: