Felipão pode voltar a trabalhar na América do Sul após sondagens de Colo-Colo e Libertad

Os dois times ainda tentam se classificar na Libertadores; treinador fez seu último trabalho no Palmeiras

Robson Morelli

07 de outubro de 2020 | 10h08

Felipão recebeu sondagens de dois times da América do Sul que estão na Libertadores. O Colo-Colo, do Chile, já tinha olhado para o treinador, mas as negociações não avançaram. Quem também quis saber da disposição do brasileiro em voltar a trabalhar foi o Libertad, do Paraguai. Ambos estão na Libertadores com chances de se classificar na última rodada, em briga pela segunda vaga de seus respectivos grupos.

Por enquanto, as sondagens não avançaram para uma negociação, mas Felipão já deu sinal verde para as conversações. O treinador quer voltar a trabalhar. Desde que deixou o Palmeiras no ano passado, está parado. Acompanha jogos da temporada enquanto aguarda por uma nova proposta. Ele está na condição de outros treinadores desempregados. Por algum tempo, Felipão se fechou para ofertas dentro do Brasil.

Seu nome também foi assoprado lá atrás no Boca Juniors, da Argentina, mas a indicação nem chegou a andar. Ele revê seus vencimentos em caso de novas sondagens dos clubes da América do Sul. Até agora, nada. Ele sabe das condições do clubes em ano de pandemia, e da situação salarial dos times sul-americanos, que sempre estiveram abaixo da situação do futebol brasileiro. Depois da seleção brasileira, em 2014, Felipão esteve à frente do Grêmio, Guangzhou Evergrande (China) e Palmeiras. O treinador tem 71 anos.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolFelipãoCopa Libertadores

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.