Fernando Diniz está por um fio para ser demitido do São Paulo, mesmo contra a vontade de Raí

Presidente Leco e cardeais do Morumbi próximos a ele perderam a esperança no trabalho do treinador

Robson Morelli

23 de setembro de 2020 | 09h09

É insustentável a situação de Fernando Diniz no São Paulo. Cardeais ligados ao presidente Leco, que se recupera da covid-19, são contrários à permanência do treinador no comando do São Paulo, mesmo a despeito dos insistentes pedidos de Raí pela continuidade do técnico. Os resultados falam mais alto no Morumbi, sempre foi assim na Libertadores, por exemplo. Perder de 4 a 2 para a LDU foi considerado um fracasso pessoal de Diniz. Ele não teme a demissão e só pensa em trabalhar.

 

A chance de o São Paulo se classificar na Libertadores existe, mas ela é mínima pela dificuldade de ganhar do River Plate na Argentina. O próprio Diniz acha difícil, mas se recusa a jogar a toalha, o que seria uma demonstração de seu fracasso. A decisão de demitir o treinador é do presidente Leco. E só dele. Raí defende a permanência de Diniz, mas ele é que dará a notícia ao treinador. Entregar um time em baixa e um técnico questionado era tudo o que Leco não queria para seus meses finais à frente do São Paulo. Quer ao menos mudar essa imagem isso. Ninguém no São Paulo acredita mais que Diniz é o treinador que dará nova cara ao São Paulo, nem agora nem na próxima gestão. Raí o defende por princípios. Ele mesmo estaria pensando em concluir seu ciclo no cargo.

Diniz não consegue dar padrão ao time, muito menos ter o elenco nas mãos. O problema é o de sempre no vestiário. Que joga confia, quem não joga desconfia. As trocas têm atrapalhado. A demora para mudar também. A baixa aposta nos meninos é outro fator que pesa contra ele. Também pesa em sua conta, e na de Raí, a falta de profissionalismo de Daniel Alves, machucado, mas em festa com seus parceiros.

Para a imagem do São Paulo, o caso Daniel Alves teve peso gigantesco. O cara se diverte e não joga enquanto o time perde na altitude de Quito e vê sua classificação na Libertadores ir para o espaço. Passa a imagem de bagunça e clube sem comando, potencializada pelo fracasso diante da LDU. Nenhum decisão foi tomada nesta manhã sobre Diniz. O time se prepara para jogar contra o Internacional pelo Brasileirão no fim de semana.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolSão Paulo FCLecoFernando DinizRaí

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: