Gol de bicicleta de Cristiano Ronaldo lembrou Pelé, o melhor de todos

Gol de bicicleta de Cristiano Ronaldo lembrou Pelé, o melhor de todos

Robson Morelli

03 de abril de 2018 | 18h02

Me entendam, por favor. O gol de bicicleta de Cristiano Ronaldo na partida do Real Madrid contra a Juventus, em Turim, pela Liga dos Campeões, lembrou Pelé. Jogada perfeita, gol impossível para a maioria, corpo dançando no ar, sem apoio, esticado como deve ser, como manda a cartilha. CR7 abusou. Ele é abusado, todos sabem, mas dessa vez ele passou dos limites. Dos limites da alegria de se jogar futebol.  Tanto passou que foi aplaudido, timidamente, por alguns italianos seguidores da Juventus. Depois, todos se dobraram ao português.

Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, contra a Juventus, pela Liga dos Campeões. EFE/ANDREA DI MARCO

E olha que não estamos falando de um rival qualquer. O gol do CR7 foi contra a poderosa Juventus, de Buffon, que parece vai se transformando num grande freguês do Real Madrid. Fazia tempo que não via um gol tão bonito, tão perfeito. Tive a sensação de que o atacante português havia passado da bola, que a bicicleta não seria possível, não daria para ele chegar, mesmo se esticando. Deu. E como deu. CR7 jogou o corpanzil para o alto, fez os movimentos perfeitos com os braços e pernas, num gesto único, e acertou a bola. Tirando a plástica do movimento, a bola foi no canto, forte, sem defesa para o goleiro italiano, que não se mexeu sequer.

A comemoração foi típica. Ereto, olhando para o torcedor. Lembrou Pelé.

Tudo o que sabemos sobre:

Real MadridfutebolCristiano Ronaldo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: