Kaká está na mira do São Paulo para funções próximas ao futebol, como gestor

E-jogador já admitiu seu desejo de voltar a exercer alguma atividade dentro do futebol e não se vê como treinador

Robson Morelli

28 de maio de 2020 | 11h00

O futebol do São Paulo pode reunir em breve mais um dos grandes jogadores do time em funções de gestão no clube. Já tem Raí e Lugano e pode dar a primeira oportunidade para Kaká, que já demonstrou interesse em se lançar em novas atividades próximas ao campo de futebol. Kaká não se vê como um treinador, mas não descarta assumir algum cargo administrativo no clube que o lançou e o fez famoso. Sua experiência seria um ganho para o elenco e para o marketing da marca. O São Paulo gosta da ideia de trabalhar com ídolos do clube e, mais ainda, com cabeças pensantes diferentes e mais arejadas dos tradicionais cartolas do futebol brasileiro.

Além de sua condição excelente com o torcedor tricolor, Kaká tem portas abertas na Fifa, Uefa e em alguns clubes tradicionais da Europa. Em ano de eleição no Morumbi, ele também pode ser usado como menino-propaganda da situação para manter o indicado do presidente Leco no comando por mais um tempo. Kaká começa a se animar com a ideia.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolKakáSão Paulo FC

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.