Levar ou não levar Neymar para a Copa?

Robson Morelli

16 de abril de 2010 | 12h04

Parece que todas as cobranças a Dunga hoje se resumem a uma única decisão: levar ou não Neymar para a Copa da África do Sul. O assunto ganhou destaque no País depois dos cinco gols que o atacante santista fez contra o Guarani, pela Copa do Brasil. Seu time ganhou de 8 a 1. Personalidades do futebol, como Zico, Júnior, Leão, Carlos Alberto Torres, querem o craquinho na Seleção Brasileira já. Acham que ele está maduro e jogando o fino da bola, como disse o ex-lateral do Flamengo, Júnior, ao Jornal da Tarde. O meia Paulo Henrique Ganso também é solicitado neste time canarinho, mas com menos ênfase. Ganso é o articulador das jogadas do Peixe na temporada, e a Seleção carece de um jogador com suas características uma vez que Kaká anda mal e Dunga parece ter fechado mesmo as portas para Ronaldinho Gaúcho. Se me permitem dar a opinião, acho que Dunga deveria levá-lo. Meus argumentos são os mesmo do torcedor: Neymar está jogando muito. Tem mais. Ele combina com Robinho só no olhar. E Robinho é homem de confiança do treinador. Não digo para levar Neymar e colocá-lo de titular, pois Luís Fabiano acabou a temporada em alta e não se pode esquecer disso. Há ainda Nilmar na parada. Talvez Dunga devesse levar Ganso também, mas na minha cabeça um meia deve estar bem mais amadurecido para encarar uma Seleção e uma Copa. Ainda insisto com Gaúcho. Mas Neymar eu levaria correndo. Ocorre que Dunga já disse que em sua lista não haverá surpresas. Vem aí, portanto, os jogadores que trabalharam com ele ao longo desses três anos e meio. Portanto, Neymar está fora. Uma pena.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.