Lista de Jardine para Olimpíada mostra CBF refém de clubes e de jogadores desinteressados em tentar o ouro

Neymar está fora e com ele todos os outros grandes jogadores brasileiros, alguns em idade olímpica, como Rodrygo e Vinícius Jr.; Daniel Alves é a grande surpresa

Robson Morelli

17 de junho de 2021 | 12h24

Como o Brasil já ganhou o tão sonhado ouro olímpico no futebol nos Jogos do Rio, o apetite pela competição diminuiu entre os grandes jogadores brasileiros, sobretudo aqueles acima da idade máxima, como Neymar, que está fora. Nenhum dos grandes atletas foram chamados pelo técnico Jardine para defender a seleção em Tóquio 2020. Ninguém também fez força para estar na lista, como em anos anteriores. O Brasil sempre se perguntou quem seriam os ‘veteranos’ que conduziriam o time em busca da medalha de ouro. Isso também acabou no futebol.

Foto: SPFC

Jardine montou a equipe que pôde. E não pôde muito. Chamou o que estava à sua disposição. Muita gente boa ficou fora da relação também porque os clubes não concordaram em liberar seus atletas. Isso teve peso. A CBF encontrou portas fechadas em times da Europa e do Brasil também. Neymar, por exemplo, está fora. Ele não se interessou em convencer o PSG de liberá-lo. Ganhou ouro no Rio. Outros tiveram a mesma conduta. Os clubes europeus deram de ombros para a CBF. Rodrygo e Vinícius Jr, por exemplo, têm idades para jogar a Olimpíada, mas não foram liberados pelo Real Madrid.

Houve também uma negociação com os clubes do Brasil, de modo a não desfalcar tanto um ou outro. Gerson, de malas prontas para a França, foi chamado. Ele ainda está no Flamengo. A CBF, sem presidente porque Rogério Caboclo está afastado por 30 dias após acusação de assédio sexual e moral, não teve muito o que fazer. A Olimpíada não é Data-Fifa, portanto, os clubes não são obrigados a doar seus jogadores. Com Copa América e Eurocopa em andamento, esses atletas ficariam sem férias se tivessem de ir para Tóquio. A temporada na Europa começa em agosto. O futebol brasileiro não para durante o evento olímpico. Assim, o Brasil vai com o que Jardine conseguiu reunir nesse momento.

Veja a lista dos 18 convocados

GOLEIROS: Santos (Athletico-PR) e Brenno (Grêmio)
LATERAIS: Daniel Alves (São Paulo), Gabriel Menino (Palmeiras), Guilherme Arana (Atlético-MG)
ZAGUEIROS: Gabriel Magalhães (Arsenal), Nino (Fluminense), Diego Carlos (Sevilla)
MEIO-CAMPISTAS: Douglas Luiz (Aston Villa), Bruno Guimarães (Lyon), Gerson (Flamengo), Claudinho

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.