Neymar já é bem maior do que Ronaldo e Ronaldinho, mas está longe do que esses dois fizeram no futebol

Neymar já é bem maior do que Ronaldo e Ronaldinho, mas está longe do que esses dois fizeram no futebol

Enquanto o atacante do PSG não se dedicar a jogar futebol de forma mais comprometida, não vai se colocar aos pés do Fenômeno e do Gaúcho

Robson Morelli

09 de outubro de 2019 | 10h35

Em dez anos… Ninguém dúvida de Neymar dentro de campo. Isso parece claro em função de tudo o que ele já mostrou ao longo dos seus dez anos de carreira, dos 17 aos 27 anos. Da fase de cada dia um corte de cabelo, Neymar já passou por um turbilhão de coisas e situações, agradáveis e desagradáveis, na profissão. Sua carreira cresceu tanto que não é mais possível olhar para Neymar e só enxergar futebol.

Mais do que futebol… Neymar tem a pegada de astros de música, feito Anitta, aliás, com quem se relaciona sempre que pode. Há empresas tomando conta de sua carreira. Há, como todos sabem, comerciais e venda de sua imagem, via PSG, seu clube na França, e pessoal também. Há outras atividades, como participações em novelas, filmes, quadrinhos, promoções em Copa do Mundo… São infindáveis as possibilidade em sua carreira.

Neymar maior do que Ronaldos… Ele já passou, nesse campo, todos os outros brasileiros bons de futebol que vieram antes dele. Refiro-me a dois em especial: Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho. Esses caras foram geniais com a bola nos pés e também importantes fora dos gramados. Ronaldo tem sua imagem muito marcada com crianças e ainda naquele Jogo da Paz no Haiti, com vistoria da ONU. Aquilo foi lindo e emocionante. Ronaldinho, da mesma forma, é especial para as crianças. Sua assinatura está muito associada ao Barcelona e aos shows com a bola nos pés. Ele se diverte desta forma. Não foi à toa que ganhou o apelido de Bruxo, que nasceu depois que ele parou de jogar.

Ganharam tudo… Ambos, os Ronaldos, também ganharam muito na carreira. Na profissão, foram eleitos os melhores do mundo pela Fifa, ganharam Liga dos Campeões, fizeram a Europa se curvar, em grupo e individualmente, e são campeões do mundo com a seleção brasileira. No caso de Ronaldo, duas vezes, em 1994 e 2002.

Havia confusão também… Essa é a diferença dessas duas lendas em relação a Neymar. E aqui vale ressaltar que tanto Ronaldo quando Ronaldinho aprontaram também o diabo em confusões fora de campo, mas quando precisaram decidir nas quatro linhas, com as camisas dos seus respectivos clubes ou na seleção, eles não fraquejaram. Eles sempre estiveram de pé. Hoje, com o tempo, lembramos mais das coisas boas que fizeram do que das ruins, e sentimos saudades.

No caminho certo!!??!!… Neymar, finalmente, se ocupa mais do futebol. Pelo menos nesse momento de sua carreira, depois de uma tentativa frustrada de se transferir de volta para o Barcelona e se ver obrigado a ficar no Paris Saint-Germain. Também parece ter aprendido com a acusação de assédio da modelo Najila Trindade. Em campo, na França, tem jogado bem e feito gols. Tem, portanto, tentado resgatar o encanto perdido com ele na temporada passada. Da mesma forma, espera-se que amadureça na seleção, apenas jogue futebol, não deixe outras coisas atrapalhar seu caminho dentro de campo e volte a se tornar um dos melhores jogadores do mundo, se não oficialmente, que aos menos gere dúvidas nas pessoas que o acompanham.

Tudo o que sabemos sobre:

NeymarfutebolcbfPSG

Tendências: