Neymar não tem problemas no vestiário do PSG e clube nega qualquer oferta por ele

Neymar não tem problemas no vestiário do PSG e clube nega qualquer oferta por ele

Entre o atacante e os jogadores e também o técnico Tuchel, nada mudou. Clube informa que não há proposta oficial pelo brasileiro

Robson Morelli

20 de julho de 2019 | 19h45

Tudo em paz… Parece claro pelos sorrisos e abraços que Neymar não tem problemas no vestiário do PSG. Desde que desembarcou em Paris, o atacante brasileiro, totalmente recuperado da ‘grave lesão’ que o tirou da Copa América, trabalha no clube como se nada tivesse acontecido na relação dele com os dirigentes do time francês. Entre os atletas e até mesmo diante do treinador, Neymar continua tendo o mesmo respeito de sempre. Seus companheiros e Thomas Tuchel olham para Neymar e veem o bom jogador que ele é e quanto seu futebol pode ajudar a equipe na temporada 2019/20.

Tuchel conta com ele… Tuchel chegou a comentar que entre ele e Neymar não há problema algum e que o jogador brasileiro sabe exatamente o que o técnico pensa a seu respeito. Há um clima de admiração e cordialidade.

Mas ele não quer ficar… A disputa de Neymar, se podemos chamar assim, é com a diretoria do PSG. Neymar não quer ficar, mas até agora, de acordo com Leonardo, em declaração para a imprensa francesa, não há nenhuma oferta pelo atacante. Desse modo, todos do lado do clube trabalham com a intenção de contar com Neymar na temporada.

De porta em porta… Mas enquanto treina em Paris, com possibilidade de embarcar com o time para a China e te estrear no próximo amistoso contra a Inter de Milão, o estafe de Neymar continua batendo de porta em porta atrás de uma proposta. O Barcelona, segundo a imprensa espanhola, estaria se preparando para fazer oferta de 100 milhões de euros (R$ 420 milhões) e mais três atletas de uma lista de seis, entre eles Philippe Coutinho e Malcom, dois brasileiros.

R$ 12 milhões por mês… Enquanto nada acontece de concreto, Neymar vai ficando em Paris a contragosto. Ele tem mais três anos de contrato, com vencimentos na casa dos R$ 12 milhões por mês – sem contar publicidades e marcas que o patrocinam.

Tudo o que sabemos sobre:

NeymarfutebolPSGBarcelona FC

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: