Neymar poderia comprar parte do próprio contrato que tem com o PSG

Jogador não quer ficar mais na França, mas tem mais três anos de vínculo

Robson Morelli

11 de julho de 2019 | 12h33

Dono de si mesmo… Não está descartada a possibilidade de as empresas de Neymar ajudar financeiramente o jogador a mudar de time, a romper seu contrato com o PSG e assim anular o vínculo com o clube francês. Nesse caso, a Neymar Jr compraria parte do contrato de Neymar, juntando-se ao montante oferecido por qualquer outro time de futebol, como o Barcelona ou mesmo o Real Madrid.

R$ 1,2 bi… A empresa tocada pelo pai do atleta faria um tipo de empréstimo ao clube interessado e daria o dinheiro que o PSG quer para vendê-lo. Fala-se em 300 milhões de euros, algo perto de R$ 1,2 bilhão. Em contrapartida, o time comprador daria parte dos direitos federativos ao jogador. Parece uma maluquice Neymar pagar do próprio bolso para sair da equipe francesa depois do estardalhaço que foi sua chegada. Mas é certo que ele não quer ficar mais em Paris, embora tenha contrato de mais três anos.

São poucos os caminhos… No cenário do momento, poucos times da Europa querem e podem gastar tanto dinheiro com uma única contratação. Bancando parte do valor que o PSG pede, Neymar daria fôlego para os interessados. Para o Barcelona, principalmente. Neymar pai fez algo parecido, só que o inverso, quando antecipou a venda dos seus direitos federativos para o Barcelona em 2013. Ele ainda estava no Santos quando o negócio foi assinado. Esperou o contrato vencer. E o time da Vila nada recebeu desse montante.

Confusão… Vale ressaltar que muitos clubes torcem o nariz não pelo futebol do atacante, mas pela confusão que ele carrega para dentro do campo.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolNeymarPSG

Tendências: