Neymar se recupera na Liga dos Campeões, mas é coadjuvante ao lado de Mbappé

Neymar se recupera na Liga dos Campeões, mas é coadjuvante ao lado de Mbappé

Brasileiro joga bem, dá duas assistências para gol, mas vê amigo francês brilhar muito mais do que ele, com dois gols e reconhecimento da mídia francesa

Robson Morelli

08 de abril de 2021 | 10h00

Diante do poderoso Bayern de Munique, em sua casa e debaixo de neve, Neymar respondeu com bom futebol às críticas recebidas na rodada passada do Campeonato Francês, quando foi expulso e quis brigar a caminho do vestiário. Era outro jogador em menos de cinco dias. Mudou da água para o vinho. O brasileiro conduziu o PSG na vitória por 3 a 2 em jogo das quartas de final da Liga dos Campeões. Deu dois passes para gols, um deles para o compatriota Marquinhos. Só isso o torna mais relevante do que foi na partida anterior. Estava com a cabeça no lugar, uma vez que futebol sempre teve.

FOTO: Reuters

Mas não foi eleito o melhor do confronto pela mídia francesa. O título foi dado para Mbappé, autor de dois gols na partida de ida. A fase do francês nesta reta final de Liga do Campeões é excelente. Mbappé engole Neymar neste momento. Sem o brasileiro, o francês campeão do mundo destruiu o Barcelona de Lionel Messi. E continua sua saga na competição europeia, cuja obsessão é de todos os jogadores do Paris.

O jogo não acabou. Tem a partida de volta em Paris. Quem passar vai para a semifinal. O PSG não está totalmente garantido, apesar da vantagem. O Bayern atacou como se esperava dele. Mas perdeu muitos gols. Se mantiver em Paris a disposição de atacar, pode machucar o PSG em casa. Em página no Twitter, Neymar postou duas fotos: uma sua conduzindo a bola, ereto; e outra do PSG posado. Ambas sustentada por uma curta frase e dois corações: “Lutar até o fim”.  Cobra-se de Neymar uma sequência de boas apresentações. Na Espanha, o jornal Marca escreveu que Neymar é o melhor do mundo apenas por uma semana.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.